O Brasil é um dos principais mercados da Ford no mundo e nem mesmo isso motivou a vinda de seu presidente mundial ao nosso país para lançar um produto. E não é que Allan Mullaly resolveu lançar o novo Ford Figo na Índia...

A presença do CEO da empresa na apresentação do compacto que será fabricado nesse país é um sinal claro que a Ford passou a olhar com mais esperança para os mercados em desenvolvimento.

E que o Figo pode ter importância maior do que parece. Antes que vocês pensem se tratar de algum modelo inédito, olhem bem para as fotos: ele nada mais é do que o nosso Fiesta com visual inspirado no novo DNA da marca, apelidado de Kinetic.

O Figo tem, assim, esse ar de novo Fiesta, mas está mais para o atual Focus – um carro de 2004 com toques de jovialidade enquanto a 3ª geração não chega.

Não é à toa que a Ford tenha investido US$ 500 milhões na fábrica indiana que produzirá o Figo. O objetivo não é só abastecer o carente mercado do país como também exportá-lo para outras nações da região que precisam de um carro barato e de visual atraente – isso ele tem, sem dúvida. A capacidade de produção da unidade é de 200 000 veículos por ano.

Se o Figo for bem não é absurdo imaginar que sua solução seja estendida a outros países em que a Ford atua e que já tem o Fiesta à venda. Para nós, brasileiros, é melhor que o Figo passe longe daqui – preferimos ficar com o novo Fiesta europeu mesmo.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/