Ford Territory já muda na China antes mesmo de estrear no Brasil

Com estreia atrasada para o nosso mercado, no SUV recebe facelift no mercado chinês, onde é fabricado atualmente
Facelift para o Ford Territory na China

Facelift para o Ford Territory na China | Imagem: Reprodução internet

A Ford exibiu o Territory para o público brasileiro pela primeira vez em 2018, durante o Salão do Automóvel de São Paulo. Desde então promete a chegada desse novo utilitário esportivo de porte médio para nosso mercado, atuando acima do EcoSport e rivalizando diretamente com as versões mais em conta do Jeep Compass.

Só que a espera foi tanta, ainda agravada pela pandemia, que o modelo já passou por um facelift. No mercado chinês, onde o Ford Territory foi concebido e é fabricado, o SUV está de cara nova, tem novas motorizações e ainda ganhou o sobrenome “S” para o diferenciar do modelo que era oferecido anteriormente no mercado asiático.

Por fora, a Ford acrescentou itens como faróis de máscara negra, iluminação total por lâmpadas de LED e a grade frontal ganhou filetes retangulares. Os acabamentos da peça, anteriormente cromados, agora são pintados de preto brilhante. As lanternas traseiras tiveram o desenho interno refeito e também contam com LED.

Facelift para o Ford Territory na China
Facelift para o Ford Territory na China
Imagem: Reprodução internet

Por dentro, agora pode-se optar por um acabamento de cabine mesclando couro preto e detalhes de madeira. A central multimídia também foi renovada. Porém, o Ford Territory S não conta com o SYNC 3, uma das versões mais recentes do software utilizado pela tela de entretenimento dos carros mais caros da Ford.

Apesar das mudanças por fora e na cabine, a principal novidade do Ford Territory S na China ficou embaixo do capô. A novidade agora conta com um sistema híbrido-leve de propulsão, agregando um conjunto de baterias de 48V. Elas alimentam o pequeno motor elétrico que substitui o alternador e ainda auxilia nas arrancadas e no uso do start/stop. As novas baterias também alimentam os componentes elétricos com o carro parado, mas com o motor desligado.

O propulsor em si permanece sendo o 1.5 turbo de quatro cilindros, que é de origem Mitsubishi. Na China, ele entrega 140 cv de potência e 22,9 kgfm de torque. A transmissão por lá é automática de relações continuamente variáveis (CVT), algo não oferecido por nenhum outro modelo brasileiro da Ford. A marca ainda não confirmou se esse conjunto mecânico será oferecido no Brasil sem mudanças para o Territory. A previsão, antes dos impactos do novo coronavírus no Brasil, era que o SUV médio chegasse às concessionárias ainda neste semestre. 

Facelift para o Ford Territory na China
Facelift para o Ford Territory na China
Imagem: Reprodução internet

Assine a newsletter semanal do AUTOO!