Great Wall quer produzir 100 mil carros por ano no Brasil e contratar 2 mil pessoas

Segundo diretor da empresa no país, companhia deverá investir R$ 4 bilhões em cinco anos
Haval H6: terceira geração do SUV já é comercializada no Chile e Argentina

Haval H6: terceira geração do SUV já é comercializada no Chile e Argentina | Imagem: Divulgação

Aos poucos vamos descobrindo mais detalhes sobre os planos da Great Wall Motors para o Brasil.

Com a aquisição da fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP) confirmada na última quarta-feira (18), o conglomerado chinês tem nos planos uma estratégia ousada para se consolidar no país.

Em contato com o AUTOO, o atual diretor da Great Wall para o Brasil, Anderson Suzuki, explicou que a empresa tem nos planos uma reforma na atual planta de Iracemápolis para ampliar a capacidade produtiva do local das atuais 20 mil para 100 mil unidades/ano.

As obras devem começar no fim deste ano, quando a transação estará concluída.

A Great Wall Motors vai investir cerca de R$ 4 bilhões no país ao longo dos próximos cinco anos, incluindo o total gasto para adquirir a fábrica no interior paulista. A quantia envolvida na negociação da unidade fabril não foi divulgada pelas duas empresas. 

Primeiros modelos em 2022

O valor para iniciar as operações no Brasil parece alto, mas justifica-se pelo fato de que a Great Wall Motors precisará criar toda a rede de concessionárias no Brasil, além de investir na divulgação da marca por aqui.

Na fase em que a produção atingir 100 mil unidades/ano, a Great Wall Motors espera ter um quadro com cerca de 2 mil colaboradores no Brasil, porém sem transferir os cerca de 370 funcionários que a Mercedes-Benz empregava em Iracemápolis.

A previsão é que os automóveis nacionais da Great Wall comecem a chegar ao mercado a partir de 2022.

A fabricante, entretanto, não adianta quais serão os produtos escolhidos para compor o portfólio inicial da marca por aqui. 

É provável que a linha conte majoritariamente com os SUVs da Haval, uma das marcas que integram o conglomerado chinês e é especializada em utilitários esportivos. O SUV médio H6, já comercializado na Argentina, pode figurar entre eles. 

Haval H6
Haval H6
Imagem: Divulgação