Honda Civic Si voltará ao Brasil em 2014

Mas será importado dos Estados Unidos com motor 2.4 litros em vez do 2.0 antigo

Honda Civic Si: de volta em 2014, mas importado dos EUA | Imagem: Divulgação

Os órfãos do Civic Si nacional podem respirar mais aliviados. A Honda confirmou que o modelo voltará a ser vendido no Brasil em 2014. A informação já havia sido antecipada no Salão do Automóvel, porém, sem precisar exatamente como isso ocorreria.

Durante o lançamento do Civic 2.0 nesta semana, a Honda revelou que a versão esportiva será importada dos Estados Unidos e não fabricada em Sumaré, como ocorria com a anterior. A explicação é que a demanda é baixa para justificar a produção local.

Mais de 200 cv de potência

Outro dado que ainda permanecia indefinido era se teríamos a versão sedã ou a cupê, que tem maior apelo esportivo. Apesar dessa possibilidade, a Honda brasileira optou por importar o sedã. A montadora também terá uma novidade na motorização. Sai de cena o bloco 2.0 i-VTEC de 192 cv e entra um 2.4 litros também i-VTEC, mas com 204 cv de potência e 23,5 kgfm, nada menos que 6,5 a mais que o motor anterior.

Apesar desses dados, a Honda não informa números de desempenho. Mesmo assim, parece bastante natural que o Civic Si 2.4 ande mais que seu antecessor, sobretudo porque o peso é praticamente o mesmo, de cerca de 1.300 kg.

O acabamento do novo Civic Si também parece melhor que o das versões normais. O console, por exemplo, possui superfície que imita fibra de carbono, além de manter a iluminação avermelhada. A Honda também diferenciou seu interior com bancos com costuras vermelhas e volante com o logo Si na base. O câmbio continua sendo manual de seis marchas.

Por chegar em 2014, o Civic Si estreará o primeiro facelift desta geração, o que pode motivar a Honda brasileira a atualizar a versão nacional para não ter dois modelos diferentes rodando nas ruas.

Salgado

Aos mais empolgados, um alerta: o Civic Si deve sair caro no Brasil. Ele é fabricado nos Estados Unidos, país que não tem acordo comercial e, portanto, paga o máximo de imposto. Outro problema é que o motor 2.4 fará a Honda pagar mais IPI já que faixa muda acima de 2.0 litros.

O Civic Si nacional também não era barato, ou seja, é de se imaginar que o sedã esportivo vá custar acima de R$ 100 mil até para justificar a pequena demanda. Nada, no entanto, que impeça que seus fãs realizem o sonho de continuar a bordo do modelo. Mas que dá saudade dele ser nacional isso dá.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!