Facelift do Jeep Renegade seguirá formato do novo Compass

Projeção inédita antecipa o que podemos esperar para o interior do SUV compacto
Projeção de Kleber Silva para o novo Renegade: para-choque dianteiro revisto deve ser uma das poucas mudanças

Projeção de Kleber Silva para o novo Renegade: para-choque dianteiro revisto deve ser uma das poucas mudanças | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Imagem recente que começou a circular na internet deixou claro que a Jeep já está finalizando os últimos detalhes para o aguardado facelift do Renegade nacional.

A novidade deverá seguir o mesmo caminho que a marca trilhou para o Compass 2022, ou seja, poucas evoluções na parte externa, mas um salto considerável na cabine e na parte mecânica.

No mesmo flagra revelando o protótipo do novo Renegade já foi possível observarmos alguns detalhes da cabine do SUV compacto atualizado.

Pela foto em questão, foi possível notar que o novo Renegade receberá o mesmo volante recém-desenvolvido pela marca, que fez sua estreia local no Compass 2022.

Com isso, também podemos esperar para o Renegade um redesenho completo do interior, quem sabe até incluindo como opção para o SUV de entrada a mesma central multimídia com tela de 10,1” oferecida nas versões topo de linha do Compass.

Tomando como base essas premissas, o designer Kleber Silva conseguiu reunir alguns elementos em uma projeção para antecipar a cabine aprimorada que vai estrear em conjunto com o facelift do Renegade. 

O resultado final agrada e certamente vai colaborar para que o SUV compacto mantenha seu diferencial entre muitos de seus rivais, que sempre foi o acabamento superior e mais envolvente.  

Melhoria importante sob o capô

Sob o capô, como adiantamos, outra grande melhoria para o Jeep Renegade ficará a cargo da inclusão do novo motor 1.0 GSE.

O propulsor é um irmão do 1.3 GSE inaugurado na gama Jeep pelo Compass 2022 e promete entregar alto nível de eficiência. O 1.0 GSE fará sua estreia no portfólio da Stellantis equipando o Fiat Pulse a partir deste semestre. 

Uma opção 1.0 turbo certamente tornará o Jeep Renegade bem mais interessante frente a rivais como o VW T-Cross, o Chevrolet Tracker e até mesmo o Hyundai Creta, que receberá em sua nova geração (prevista para estrear ainda neste semestre por aqui) a opção do 1.0 T-GDI hoje oferecido no HB20 e HB20S topo de linha.

Além do ganho sob o ponto de vista da eficiência, o 1.0 GSE também vai conferir vantagens tributárias ao Renegade, uma vez motores com o deslocamento em questão são enquadrados no menor intervalo de tributação do IPI, no caso 7%.

Hoje em dia o Renegade 1.8 16V deixa a desejar no quesito desempenho e economia de combustível, pontos que deverão melhorar consideravelmente com o 1.0 GSE sob o capô.

Por fim, vale mencionar que será necessário ter um pouco de paciência para a estreia do SUV com as melhorias estéticas e mecânicas.

A previsão é que o novo Renegade chegue ao mercado somente em 2022, porém ainda nos primeiros meses do próximo ano. Tudo leva a crer que o facelift vai estrear a linha 2023 do SUV. 

Logo, por conta do ótimo pacote de evoluções que o SUV compacto receberá, a espera para quem deseja o modelo com motorização flex será largamente recompensada. 

Boa parte das evoluções do novo Renegade serão concentradas na cabine
Boa parte das evoluções do novo Renegade serão concentradas na cabine; volante atualizado está confirmado  
Imagem: projeção de Kleber Silva/KDesign AG