Kia Rio é o modelo mais vendido da marca no mundo

Hatch compacto chegaria ao Brasil caso impostos fossem mais baixos

Kia Rio | Imagem: Kia Motors

A Kia tem um novo best-seller mundial. O novo Rio, um hatch compacto premium, passou a ser o modelo mais vendido da marca, superando o sedã Cerato, que liderava esse ranking interno com certa tranqüilidade.

Em junho, o Rio acumulou 43.016 unidades vendidas contra 31.497 do Sportage, outro que tem crescido nas vendas globais.

Assim como o Cerato, o Rio mudou completamente de patamar nessa nova geração. É um hatch de porte maior que o de seus rivais diretos, traz uma lista farta de equipamentos – alguns que nem mesmo outros modelos da Kia mais caros possuem – e, claro, a assinatura do designer Peter Schreyer, que bolou um visual bastante esportivo.

Sinal do acerto da receita é que o modelo é vendido hoje até mesmo nos Estados Unidos, mercado sem tradição nessa categoria de automóvel. Em contrapartida, o Brasil, que seria um mercado de grande potencial para o modelo, está fora dos planos da Kia. O aumento do IPI para importados, além do elevado imposto de importação inviabilizaram sua vinda, segundo a filial brasileira.

Vontade em vendê-lo aqui não falta. AUTOO apurou que a Kia chegou a fazer clínicas com clientes no ano passado, comparando o Rio a hatches como o Gol, Palio, 207 e Sandero. Mostrado na versão mais equipada, o modelo da Kia deveria custar cerca de R$ 48 mil na época. Ou seja, com as mudanças promovidas pelo governo, o belo carrinho coreano certamente beiraria os R$ 60 mil se a montadora resolvesse trazê-lo a qualquer custo.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!