Linux anuncia ingresso na área automotiva

Empresa de computação vai fornecer sistemas para veículos automotores

O sistema Linux tem código aberto | Imagem: divulgação

Mundialmente famosa pelo sistema operacional livre para computadores, a Fundação Linux agora almeja novos objetivos. Além de incomodar as vendas do Windows, da Microsoft, a empresa sem fins lucrativos anunciou que fornecerá sistemas eletrônicos para a indústria automotiva. O assunto será o tema do primeiro encontro “Automotive Linux Summit”, no qual já confirmaram presença potenciais clientes como as fabricantes Nissan e Toyota e os sistemistas Intel e Denso.

O plano é criar sistemas Linux para operação de equipamentos como aparelho de áudio, telefonia ou até computadores de bordo para automóveis.

E novamente, seguindo a filosofia da empresa, os sistemas para carros terão códigos abertos, ou seja, seu desenvolvimento poderá ser colaborativo. Esse tipo de aplicação tem como resultados custos reduzidos ou até zerados. Programas da Microsoft e Apple, por exemplo, são fechados, impedindo que terceiros os altere, e pagos.

“As montadoras estã dispostas a aprender mais sobre a Linux e seu processos de desenvolvimento, e os desenvolvedores precisam conhecer mais essas companhias”, revelou Jim Zemlin, diretor executivo da fundação de computação, em comunicado sobre a nóva área de atuação da empresa.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!