A exatamente dois meses do Salão de Paris, onde ocorrerá sua estreia oficial, a segunda geração do Mercedes-Benz CLS já roda quase sem camuflagem. Seus principal rival será o Audi A7 Sportback, recentemente apresentado.

Dividindo a plataforma com o Classe E, o novo CLS está maior e mais largo, garantindo aos ocupantes mais espaço interno – embora continue levando apenas duas pessoas nos bancos traseiros individuais. Pelas fotos realizadas pelo site Autocar, é possível identificar uma possível versão AMG do modelo.

Na motorização, o CLS também deve ter novidades, como o 3.5 litros V6 a diesel, de injeção direta de combustível e 306 cv – 14 cv mais potente que a versão anterior. No topo de linha, CLS 63 AMG, a Mercedes deve estender a utilização do novo 5.5 litros V8 biturbo, de 555 cv, já presente no CL 63 AMG.

Rodrigo Mora

Rodrigo Mora |