Parece o mesmo, mas a Fiat garante que o 500 feito no México é quase outro carro comparado ao modelo feito na Polônia desde 2007. A montadora lança o compacto de ar retrô nesta semana em Miami, EUA, não por acaso, o mercado em que o veículo tem a honra de marcar o retorno da marca.

Símbolo da virada da Fiat, o 500 (pronuncia-se "Tincuetiento") tomou o lugar do também saudosista PT Cruiser, da Chrysler, na fábrica de Toluca, no México. De lá, o carrinho segue principalmente para os Estados Unidos onde já emplaca mais de 4 mil unidades por mês, segundo a empresa.

Agora, o 500 mexicano também chega ao Brasil, renovado tecnicamente e com uma estratégia de preços bem mais acessível, fruto principalmente da ausência de imposto de importação entre os dois países.

Embora existam mudanças estéticas e de conteúdo, o que mais chama a atenção no novo 500 é mesmo o pacote mecânico. Sai de cena o motor 1.4 16V a gasolina de 100 cv para a entrada de dois propulsores mais interessantes para o consumidor brasileiro. O primeiro é 1.4 TwinAir, um avançado motor que usa válvulas com um sistema de gerenciamento eletrônico capaz de torná-lo de 10 a 15% mais eficiente. Já o segundo é o motor 1.4 Evo flex que hoje equipa o novo Uno.

Além deles, as versões topo de linha ganharam uma transmissão automática de seis velocidades da empresa Aisin, referência nesse quesito – a versão mais barata continua a usar o câmbio Dualogic, com embreagem robotizada.

AUTOO avalia nesta quarta-feira, 24, o novo 500 e publica no dia seguinte suas impressões do modelo, que agora custa a partir de R$ 39.990. Confira abaixo os preços do modelo:

Fiat 500 Cult manual – R$ 39.990
Fiat 500 Cult Dualogic – R$ 42.990
Fiat 500 Sport Air manual – R$ 48.800
Fiat 500 Sport Air automático – R$ 52.800
Fiat 500 Lounge automático – R$ 54.800

Além das cinco versões, a Fiat também lança uma série especial batizada de Prima Edizione, limitada a 500 unidades e que custa R$ 50.400. A montadora diz esperar vender ao menos 1,5 mil por mês a partir de agora.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/