Nos EUA, Ford Fusion vai virar um crossover

Modelo inédito terá proposta semelhante com a do Subaru Outback
Ford Fusion 2019

Ford Fusion 2019 | Imagem: Divulgação

Já sabemos há um bom tempo da estratégia da Ford de sair do mercado de sedãs e hatches compactos nos EUA, mirando sua estratégia de médio prazo para os cada vez mais populares – e lucrativos – segmentos de picapes e utilitários esportivos.

Se aqui no Brasil o Ford Fusion ainda é um modelo com ótima aceitação no mundo dos sedãs de porte médio-grande, fazendo uma forte concorrência aos modelos alemães, os concessionários norte-americanos realizaram um apelo à Ford para que ao menos mantivesse o nome do sedã na ativa.

Segundo uma reportagem publicada nesta semana pela Bloomberg e repercutida pelo Automotive News, a solicitação dos concessionários parece que sensibilizou a diretoria da Ford em seu país-sede.

Com isso, a ideia é que ao menos o nome do Fusion seja utilizada por um novo crossover que a fabricante está desenvolvendo. A novidade deverá ter um posicionamento, porte e atuar em uma faixa de preço semelhante ao que o Subaru Outback entrega nos EUA. 

Também comercializado no Brasil, o Outback é uma mescla de uma station wagon de grande porte com a altura em relação ao solo mais elevada como visto nos SUVs. Com um interior bem prático, o Outback está proporcionando para a Subaru recordes de vendas nos EUA, onde ele é o seu automóvel mais vendido. A receita, portanto, mostra-se vencedora nos EUA e motivou a Ford a seguir uma trilha parecida.

A atual geração do Ford Fusion foi lançada com muito sucesso nos EUA, porém, só em 2017, as vendas do sedã por lá registraram uma queda de 32% marcando claramente a migração dos consumidores para SUVs.

Aqui no Brasil, contudo, um caminho para o Fusion permanecer em nosso mercado seria a Ford importá-lo da China, país onde ele ainda será produzido e que ainda registra uma boa procura por sedãs. Vamos acompanhar de perto os próximos passos da estratégia da Ford e seguiremos noticiando aqui no site.

Tags