Confirmado: Ford acaba com Fusion, Fiesta e Taurus nos EUA

Norte-americana vai focar sua linha em utilitários esportivos e picapes
Ford Fusion 2019

Ford Fusion 2019 | Imagem: Divulgação

Mais lucrativos e cada vez mais desejados pelo público nos EUA e ao redor do mundo, a Ford anunciou em seu balanço relativo ao primeiro trimestre de 2018 uma medida ousada: sua gama de carros de passeio nos EUA será limitada a dois produtos, no caso o Mustang e o Focus Active. Com isso, automóveis tradicionais como o Fusion, o Fiesta e o Taurus serão descontinuados de sua gama pelo menos em seu país-sede. O assunto já havia sido abordado por nós, porém agora a Ford o trata de maneira oficial. 

Ainda de acordo com o comunidado da empresa aos acionistas, a estimativa da Ford é que sua linha seja contemplada em 90% por SUVs, picapes e veículos comerciais nos EUA por volta de 2020. A marca acrescenta, contudo, que vai explorar alguns “espaços em branco” em termos de carroceria, criando veículos que combinem características de carros de passeio com alguns atributos dos utilitários esportivos, como a maior altura em relação ao solo, espaço para os ocupantes e versatilidade.

Ainda no campo dos automóveis, a Ford adiantou que vai oferecer opções híbridas para seus modelos de maior volume, como a picape F-150, o Mustang e os SUVs Explorer, Escape e a nova geração do Bronco. Para 2020 a Ford começará sua ofensiva de carros com propulsão totalmente elétrica com utilitário esportivo de alta performance, o qual será seguido por outros 16 modelos com este tipo de motorização por volta de 2022.

E no Brasil, como ficamos? 

Talvez para nós a decisão de maior impacto tomada pela Ford diz respeito ao Fusion, uma vez que ele é um modelo com ótima aceitação por aqui e sempre figurou entre os sedãs grandes mais vendidos no Brasil. 

O Autoo procurou a Ford brasileira para se manifestar sobre o assunto, a qual nos informou que "o anúncio foi feito especificamente para o mercado norte-americano. O portfolio de produtos para a nossa região permanece inalterado". 

Uma saída para o mercado brasileiro continuar recebendo o Fusion é a sua importação da China, país onde os sedãs ainda contam com um certo protagonismo e deverá seguir investindo no Fusion. O modelo é produzido por lá, sendo que hoje o Fusion chega ao Brasil importado do México. 

Com relação aos outros produtos, o Fiesta conta com produção local no Brasil e inaugurou sua nova geração no fim de 2016 na Europa. Portanto, o hatch poderia facilmente seguir em linha por aqui caso seja do interesse da Ford para nosso mercado. O Focus, por sua vez, é fabricado na Argentina, apesar de que a introdução de sua nova geração por lá ainda permanece uma incógnita por parte da Ford.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!