Os futuros jipinhos de Volkswagen e Renault

Modelos irão ocupar o espaço de modelos como o CrossFox com uma proposta verdadeiramente SUV
Volkswagen Taigun 2014 (conceito)

Volkswagen Taigun 2014 (conceito) | Imagem: Divulgação

O crescimento cada vez maior da procura por SUVs está forçando uma migração completa das fabricantes para atender essa demanda dos consumidores, o que leva muitas delas a explorar novas opções de utilitários esportivos que também possam ser atraentes a esse público.

A Volkswagen, por exemplo, já deixou claro que planeja um SUV inédito que será posicionado abaixo do T-Cross, modelo que atuará na faixa de Honda HR-V, Hyundai Creta, Jeep Renegade, dentre outros.

Esse novo “SUV subcompacto” da Volkswagen deverá ter até 4 metros de comprimento ou algo próximo a essa medida de uma ponta a outra dos para-choques (modelos como o Honda HR-V atingem cerca de 4,30 m). Esse modelo será um sucessor para o CrossFox dentro da linha Volkswagen, produto que sempre foi muito bem aceito por aqui, mas tratava-se de uma adaptação do Fox. Agora a Volkswagen poderá entregar um modelo concebido como um SUV desde o início, portanto com estilo e propostas próprias, praticamente criando uma categoria a parte.

É bem possível que o estilo geral desse novo modelo lembre muito o Taigun, SUV de pequenas dimensões que foi apresentado como conceito no Salão de São Paulo em 2012 e contava com exatos 3,86 m de comprimento. Considerado pequeno demais à época, é bem possível que a Volkswagen use o Taigun como a inspiração para seu futuro SUV de entrada, ampliando sua carroceria bem como o porta-malas, características que dariam ao produto grande chance de se tornar um projeto mais palpável dentro da gama VW. 

Equipado com a motorização 1.0 TSI em algumas versões, como hoje ocorre com o up! e o Polo, seguramente esse SUV inédito seria uma alternativa bem inteligente para quem procura um modelo com maior altura em relação ao solo, espaço interno razoável e uma carroceria mais compacta e prática para o uso urbano. Alguns rumores dão conta de que a novidade poderá usar o nome T-Track, seguindo nova designação da Volkswagen para seus mais recentes SUVs (T-Cross, T-Roc, etc.). 

Quem também vai investir em um modelo de características parecidas será a Renault. O time indiano de desenvolvimento da aliança franco-japonesa será beneficiado com um investimento de US$ 400 milhões para trabalhar em dois novos produtos: um hatch e um SUV com tamanho abaixo de 4 metros. A questão do porte é algo relevante na Índia, já que modelos com até 4 metros de comprimento pagam menos tributos.

Concebido para o mercado indiano, o Renault Kwid mostrou-se um produto muito bem acertado por lá, tanto é que suas vendas decolaram no país. Com isso, a Renault criou as condições para ampliar a gama de produtos derivada do Kwid, muito provavelmente realizando adaptações na plataforma CMF-A que dá vida ao subcompacto fabricado também aqui no Brasil. 

Modelos como o Captur e o Duster não tiveram um bom retorno em vendas na Índia, o que motivou a Renault a trabalhar em alternativas mais palatáveis ao mercado que mais cresce em vendas no mundo.

E, se o futuro “SUV subcompacto” da Volkswagen vai substituir o nicho de mercado deixado pelo CrossFox, nada mais natural que o também inédito modelo da Renault possa ser um modelo que aqui no Brasil figurasse no lugar do Sandero Stepway. Com a produção local do Kwid já a todo vapor e a linha de montagem adaptada, colocar mais um derivado do modelo em produção por aqui não seria algo tão complexo assim desde que a Renault esteja disposta a realizar um investimento financeiro para isso.

Modernos e seguindo a tendência dos consumidores buscando cada vez mais SUVs, os futuros modelos de Volkswagen e Renault certamente chegarão em boa hora. Bem adaptados para o uso nas cidades, serão produtos muito interessantes. Vamos aguardar a evolução de seus projetos para saber mais detalhes e traremos mais detalhes aqui no Autoo. Então acompanhe!

Assine a newsletter semanal do AUTOO!