Perto do lançamento, novo Uno é flagrado por leitor do AUTOO

Hatch terá leves retoques no visual e itens inéditos como sistema Start-Stop, câmbio Dualogic sem alavanca e central multimídia

Novo Uno 2015 flagrado em Belo Horizonte: mudanças para retomar espaço perdido | Imagem: Rafael Lira

Entre tantos modelos novos que chegam ao mercado brasileiro todos os meses, um foi marcante nos últimos anos, o Uno. A segunda geração do modelo da Fiat conseguiu a proeza de criar uma identidade própria baseada no estilo dos retângulos arredondados ou, como prefere dizer seu criador, o designer alemão Peter Fassbender, “rounded square”.

Tão revolucionário no estilo quanto seu antecessor, o novo Uno chegou ao mercado em 2010 e fez o carro voltar a ser querido, mas já se vão quatro anos e a efervescência de mercado nacional exige novidades que a Fiat deve apresentar em setembro.

Mais conteúdo

É esse novo Uno que o leitor Rafael Lira flagrou rodando em Belo Horizonte, cidade vizinha a fábrica de Betim, onde ele é produzido. A versão em questão é a Way, com seus para-choques pronunciados e suspensão alta.

O que os disfarces escondem são pequenas mudanças visuais que prometem não estragar o estilo “rounded square”. Pelo contrário, a ideia é reforçar o formato em outras partes do carro, segundo uma fonte ouvida pelo AUTOO.

Veja também: Fox 2015 muda em setembro

Talvez por fora pouca gente perceba as mudanças, mas ao entrar no Uno 2015 não haverá mais dúvida. A Fiat teria mexido pesado no painel, com direito a incluir uma central multimídia e uma tela configurável no centro do painel de instrumentos.

O novo Uno também vai espantar alguns desavisados que entrarem na versão com câmbio Dualogic. Segundo rumores, a alavanca foi suprimida, restando apenas botões – uma solução adotada no 500 europeu (veja imagem no final da página). O motorista que preferir trocar as marchas manualmente usará borboletas atrás do volante, mais adequadas em teoria.

Liga-desliga

Mas não é só. Além do conteúdo mais completo, o Uno será o primeiro modelo de entrada a contar com um sistema Start-Stop, hoje comum em carros que custam mais de R$ 100 mil. Ele consiste num sensor que desliga o motor em paradas mais longas a fim de economizar combustível. O item será vendido apenas nas versões mais caras, com motor 1.4 litro. O gasto deve cair consideravelmente, ainda mais se o motorista estiver num trecho urbano.

A preocupação, no entanto, é saber se o sistema será usado na prática. Muita gente se incomoda com o liga-desliga no trânsito, por mais que exista uma economia no bolso.

Certeza mesmo é que o Uno precisa retomar os níveis de vendas dos tempos em que contava com a ajuda do velho Mille. Tanto o carro da Fiat quanto o Gol sentiram na pele a ausência de uma versão ‘pé-de-boi’ no portfólio e, com isso, perderam posições no ranking de vendas. No caso do Uno, isso se traduz na modesta 6ª posição entre os carros mais vendidos do Brasil – em 2013 ele era o vice-líder. Como se vê, quatro anos passaram rápido.

Câmbio Dualogic do 500 Abarth não tem alavanca
Divulgação

Novo Uno 2015 terá câmbio Dualogic sem alavanca, como no 500 europeu (foto)