Desejo de compra ou troca de carro segue em alta entre brasileiros

Pesquisa revela forte intenção do público para aquisição de veículos ainda neste ano
Pesquisa aponta intenção dos brasileiros para comprar ou trocar de carro ainda neste ano

Pesquisa aponta intenção dos brasileiros para comprar ou trocar de carro ainda neste ano | Imagem: Reprodução internet

A pandemia da Covid-19 ampliou a busca pelo automóvel como meio de transporte, mostra pesquisa da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da Webmotors sobre intenção de compra no Brasil. O levantamento, que entrevistou 4.240 pessoas, mostra que 75% querem comprar ou trocar de carro ainda em 2021. 

Entre os participantes da pesquisa, 74% já possuem carro e 26% não. Dos que têm veículos, 73% têm intenção de trocar o modelo neste ano, mas o percentual dos que pretendem trocar agora é de 21%. O percentual dos que pretendem fazer a compra imediata entre os que não têm carro é maior (34%). Dos 26% que não tem automóvel, 80% querem fazer a compra em 2021.

Diante das medidas de segurança sanitária por causa da Covid-19, 79% dos que possuem carro disseram estar usando o veículo com mais frequência. Em seguida, o transporte por aplicativo (16%), a opção a pé (14%) e, por último, o transporte coletivo (3%). Dos que não têm carro, mas pretendem comprar, o meio que mais passou a usar foi o transporte por aplicativo (46%), a pé (29%) e transporte coletivo (18%). 

Entre os proprietários, 58% disseram que os preços estão muito altos e isso é o que mais os impede de comprar um veículo. Para 29%, as altas taxas de juros por parte dos bancos também são impeditivos. A alta dos preços também é o que impede 63% dos que não têm carros ainda e 37% apontaram as taxas de juros. O alto valor da entrada para o financiamento foi apontado por 26% dos que fariam um novo investimento.  

Preferência do público

Outra questão trazida pela amostra é o financiamento ainda como principal forma de pagamento, apesar da opção à vista mostrar crescimento, sobretudo entre os que já têm carro. Com relação a ações que motivariam a compra a curto prazo, a jornada de aquisição 100% online, não teve muita consideração. Apesar, do interesse dos que não possuem carro, ser 2 vezes maior (16%).  

Entre quem já possui um carro, a opção de troca por um modelo usado foi citada por 86% dos participantes, enquanto outros 14% revelam a preferência por um "Zero Km".

Com relação às carrocerias que pretendem comprar, há movimentações entre os modelos mais desejados, pois, na comparação com estudos anteriores, a distribuição foi: hatches passaram de 18% para 16%; sedãs de 34% para 29%; SUVs de 38% para 39%; picapes de 7% para 13% (quase dobrou); e as outras carrocerias permaneceram em 3%. 

Entre aqueles que ainda não têm carro, a opção por adquirir um usado foi citada por 94% dos entrevistados.

Com informações da Agência Brasil, Webmotors e Anfavea

Fiat Toro 2022
Picapes ganham cada vez mais a preferência dos consumidores
Imagem: Divulgação