Por foco em elétricos, Volkswagen pode acabar com o Passat

Segundo apurações na Europa, somente a variante station wagon teria uma próxima geração
Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa

Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa | Imagem: Divulgação

Ao lado do Golf, o Passat certamente é um modelo com um legado de peso dentro da história da Volkswagen. Atualmente em sua 8ª geração e com uma trajetória de 47 anos, o modelo também ostenta um vasto currículo aqui no Brasil, onde foi lançado em 1974.

Contudo, o modelo parece caminhar para uma merecida aposentadoria no médio prazo.

De acordo com apurações do Automotive News Europe citando fontes ligadas à marca, não está nos planos seguir com uma renovação completa do Passat a partir de 2023, época em que o ciclo da geração atual caminharia para fim.

Segundo o periódico europeu, a Volkswagen deverá focar suas atividades no desenvolvimento e produção de automóveis elétricos, inclusive utilizando a fábrica de Emden, onde hoje o Passat é produzido, para a fabricação de algumas dessas novidades na Alemanha.

Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Imagem: Divulgação

O Automotive News Europe ouviu de suas fontes que talvez apenas a variante station wagon do Passat poderá ganhar uma nova geração dentro de três anos para atender mercados selecionados, onde este tipo de carroceria ainda conta com uma boa procura.

Considerando que o Passat também deverá ser descontinuado pelos mesmos motivos nos EUA dentro de três anos, ao que tudo indica a Volkswagen deverá mesmo abdicar de um produto entre os sedãs de porte médio-grande.

A Volkswagen deixou de importar o Passat ao Brasil neste ano por conta da queda na procura, o que também ocorre nos EUA. Na Europa, contudo, o Passat ainda é o sedan médio-grande mais vendido considerando os modelos de marcas generalistas e segue com ótima reputação. Sobre esse fato, uma fonte ouvida pelo Automotive News Europe na mesma reportagem revelou que, ao retirar de linha o Passat, o Grupo VW abre espaço para outra de suas marcas, no caso a Skoda, atender os consumidores do segmento com a linha Superb.

E você, o que acha do fim do Passat e outros sedãs médio-grandes como o Ford Fusion? Eles deixarão saudades?

Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Acima o Volkswagen Passat atualmente vendido na Europa
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!