A idéia hoje parece comum, já que BMW, Audi, Porsche e até Volkswagen têm seus representantes. Mas em 2004, quando a Mercedes-Benz lançou o CLS, cupês de quatro portas eram uma grande novidade – e uma proposta até certo ponto discutível. Mas a marca de Stuttgart estava tão certa que sua idéia virou um promissor segmento. Portanto, é natural que o precursor dessa original categoria seja o primeiro a se renovar.

Algumas fotos já foram vazadas, mas agora a Mercedes divulga oficialmente as primeiras imagens do CLS 2012, que será apresentado no Salão de Paris (outubro), desembarcando nas ruas européias ainda este ano. Com desenho baseado no conceito Shooting Brake, a nova geração do cupê de quatro portas ficou mais elegante, e ao mesmo tempo com uma frente mais pronunciada e uma traseira mais musculosa. O principal destaque é o conjunto ótico frontal, composto por 71 LEDs.

Internamente, destaque para o novo volante, de concepção mais esportiva, e a alavanca do câmbio deslocada para a coluna da direção. Há novos padrões de acabamento e nova disposição de instrumentos.

Assim como não revelou informações sobre as mudanças internas, a Mercedes também não divulgou dados técnicos. É esperada, no entanto, uma nova gama de motores com injeção direta de combustível, como um 3.5 litros V6, de 306 cv e um 4.6 litros V8, de 430 cv – além dos propulsores a diesel. No CLS AMG, a Mercedes deverá usar o novo 5.5 litros biturbo V8, de 536 cv, já utilizado no CL 63 AMG.

Por aqui desde 2005, o CLS chegou a vender 193 unidades em 2006, seu melhor ano no mercado nacional. Considerando o volume total de vendas, o cupê de quatro portas alemão chegou a 704 emplacamentos. Os preços do CLS no Brasil são de R$ 310.000 para a versão 350 e R$ 395.000 para a configuração 500.

Conheça os carros mais vendidos do Brasil nos últimos 10 anos

Rodrigo Mora

|