As etiquetas de consumo de energia estão presentes em praticamente todos os produtos, principalmente nos eletrodomésticos. Nela é possível conferir o quanto aquela peça consome, seja uma geladeira, microondas e até os carros. O Conpet (Programa Nacional da Racionalização do Uso dos Derivados de Petróleo do Gás Natural) é um programa do Governo Federal que promove o desenvolvimento de uma cultura antidesperdício no uso dos recursos naturais não renováveis no Brasil. Este desenvolvimento inclui o Programa de Etiquetagem, que mostra a eficiência energética de produtos disponíveis no mercado.

O Programa recebe os dados enviados voluntariamente pelas montadoras, podendo classificar veículos nacionais e importados. A etiqueta possui dados sobre o ano de aplicação do teste, da categoria do veículo (estabelecendo comparativo), fabricante, modelo, versão, motorização, tipo de transmissão e quantidade de marchas.

Os veículos de uma mesma categoria são avaliados da letra "A" (para menor consumo) até "E" (maior consumo de combustível), um teste que engloba a média de trechos percorridos em cidade e estrada com diferentes combustíveis. Além da classificação, os modelos que atingem o grau máximo de eficiência recebem o selo do Conpet.

Outro dado informado na etiqueta é o consumo em quilômetros por litro, tanto para gasolina quanto para etanol, em trecho urbano e rodoviário. O CO2 emitido pelo escapamento também é informado em gramas por quilômetro.

Isso pode ajudar o consumidor que queira escolher um carro mais eficiente, amigável ao meio ambiente e ao bolso.

Vinicius Montoia

|