Renault Kwid ganha melhorias em 2021; confira projeções

Depois do mercado indiano, hatch também será atualizado no Brasil no próximo ano
Projeção de Kleber Silva antecipando o Kwid 2022 produzido no Brasil

Projeção de Kleber Silva antecipando o Kwid 2022 produzido no Brasil | Imagem: Kleber Silva

Pode não ser uma grande estreia para 2021, contudo vale a pena ficarmos de olho nas atualizações que a Renault prepara para o Kwid nacional a partir do ano que vem.

O hatch, que já foi passou por um facelift na Índia, ganhará um bom pacote de evoluções, contemplando desde aprimoramentos estéticos até melhorias estruturais.

A previsão é que o novo Kwid 2022 chegue às concessionárias brasileiras ao longo do segundo semestre do ano que vem. Na parte externa, como nos antecipam as projeções de Kleber Silva, o modelo deverá receber novos para-choques, a tampa do porta-malas será revista e os faróis ganham um estilo próprio para o nosso mercado, diferenciando o Kwid nacional do indiano. Segundo rumores, até mesmo iluminação por LED pode ser oferecida em catálogos específicos.

Outra diferença do modelo feito aqui em relação ao Kwid indiano reside na grade frontal. O novo Kwid 2022 produzido no Brasil receberá uma peça exclusiva, a qual tentamos imaginar em nossa ilustração preparada por Kleber Silva para o Autoo

Espera-se também que a Renault também promova aprimoramentos na cabine do Kwid 2022 produzido no Paraná. Uma melhora na seleção de plásticos e revestimentos utilizados no habitáculo podem trazer uma sensação de refinamento superior ao modelo.

A segurança também deverá ser um dos focos na atualização de meio-ciclo do subcompacto, com a introdução de reforços estruturais em pontos específicos da carroceria. Hoje o modelo destaca-se por contar com 4 airbags de série. 

Mecanicamente nada deve mudar e o Kwid seguirá com o 1.0 tricilíndrico sob o capô. Ele entrega até 70 cv e 9,8 kgfm de torque, trabalhando exclusivamente aqui no Brasil com o câmbio manual de 5 velocidades. Segundo dados da Renault, quando abastecido com etanol o Kwid é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 14,7 segundos.

O foco do modelo, contudo, é o baixo custo de propriedade, com revisões e peças acessíveis e um consumo extremamente baixo. De acordo com aferições da fabricante, em um percurso misto entre cidade e estrada o Kwid pode entregar média combinada de 15,2 km/l quando abastecido com gasolina.

Sem dúvida um dos grandes diferenciais do Kwid reside na boa altura em relação ao solo, que alcança 18 cm e ajuda a encarar buracos, valetas e rampas de uma forma mais fácil. 

Atualmente o carro mais vendido pela Renault no Brasil, o Kwid soma 43.473 emplacamentos até novembro. Com esse número, o modelo fica logo a frente do Fiat Mobi, seu principal concorrente, que atingiu 41.095 unidades vendidas no mesmo período. O Renault Kwid é comercializado em quatro versões e seus preços variam entre R$ 39.390 (Life 1.0 manual) até R$ 50.390 (Outsider 1.0 manual).

Projeção de Kleber Silva antecipando o Kwid 2022 produzido no Brasil
Projeção de Kleber Silva antecipando o Kwid 2022 produzido no Brasil
Imagem: Kleber Silva