Rival do Chevrolet Tracker, VW T-Cross chega a 80 mil unidades produzidas

Após apenas um ano de fabricação em São José dos Pinhais (PR), SUV de entrada da marca alemã chega a marco histórico
Volkswagen T-Cross 2019

Volkswagen T-Cross 2019 | Imagem: Divulgação

Parece que foi ontem, mas já faz um ano que a Volkswagen deu início à produção do T-Cross em sua fábrica de São José dos Pinhais (PR). O SUV vem crescendo em participação nas vendas dos utilitários esportivos compactos, apesar da chegada de novos rivais de peso, como o Chevrolet Tracker.

Depois de tirar o Golf de produção por lá e suspender temporariamente a fabricação do Fox, a linha de montagem paranaense ficou praticamente dedicada ao VW T-Cross. A marca anunciou que o seu utilitário esportivo compacto chegou a 80 mil unidades produzidas por lá, um marco histórico para o modelo.

Entre as 80 mil unidades fabricadas no Brasil, cerca de 50 mil Volkswagen T-Cross foram emplacados no Brasil, com o restante sendo exportado. A maior participação entre os modelos vendidos fora do país ficou com a América Latina, que absorveu cerca de 23 mil unidades das 30 mil exportadas.

O Volkswagen T-Cross é oferecido hoje nas versões 200 TSI, Comfortline 200 TSI e Highline 250 TSI. Seus preços sem opcionais variam entre R$ 86.890 e R$ 116.990. As versões 200 TSI usam o motor 1.0 turbo tricilíndrico de até 128 cv e 10,4 kgfm, sendo que a versão mais básica tem opção de câmbio manual de seis marchas, enquanto as demais têm transmissão automática de seis velocidades. A mais completa 250 TSI tem o 1.4 de quatro cilindros turbinado com até 150 cv e 25,5 kgfm a traz apenas a caixa automática.

Volkswagen T-Cross 2019
Volkswagen T-Cross 2019
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!