Site imagina um Renault Duster esportivo... e ele não ficou nada mau!

Batizado de Duster R.S., modificações caíram bem ao SUV
Acima o Duster R.S. imaginado pelo site russo Kolesa

Acima o Duster R.S. imaginado pelo site russo Kolesa | Imagem: Kolesa/Nikita Chuyko

Enquanto aqui no Brasil o Renault Duster segue com uma participação comedida no segmento de SUVs compactos, mesmo tendo estreado por aqui sua nova geração no começo de 2020, ainda aguardamos algumas novidades para o modelo, como a aplicação do motor 1.3 turbo com injeção direta (deve estrear primeiro no Renault Captur) além do retorno da versão com tração integral.

Claro que não se trata de nada oficial e é apenas um exercício de estilo, mas os colegas do site russo Kolesa criaram o que daria uma interessante versão R.S. para o SUV compacto, pegando carona no que ocorre em outros modelos da Renault como é o caso do Sandero aqui no Brasil.

Para chegar ao resultado final, explicam os russos, o Duster R.S. como foi apelidado recebeu novos para-choques, sendo que o dianteiro abriga as luzes de condução diurna formada por três pequenos elementos nas extremidades da peça. A grade frontal também foi revista, bem como o modelo receberia conjunto óptico full-LED.

Na lateral, destaque para as soleiras e o conjunto roda e pneu com orientação esportiva.

Ao menos na Europa, um interessante leque de motores poderiam figurar sob o capô do Duster R.S. imaginado pelos russos, entre eles o 1.6 turbo de 220 cv combinado a uma transmissão de dupla embreagem. Sonhando um pouco mais, até mesmo o 1.8 turbo presente na gama Mégane com 300 cv e mais de 42 kgfm de torque certamente faria ninguém apontar defeitos neste Duster.

Ao menos por enquanto, a temática de apelo esportivo ainda não é muito difundida entre os SUVs compactos, apesar de rumores sinalizarem que a GM poderia investir em um Tracker RS aqui no Brasil.

De qualquer forma, pegando carona na projeção dos russos, sonhar não custa nada...

Acima o Duster R.S. imaginado pelo site russo Kolesa
Acima o Duster R.S. imaginado pelo site russo Kolesa
Imagem: Kolesa/Nikita Chuyko