Mercado excêntrico: Toyota Corolla Cross seminovo está 24% mais caro

Escassez de unidades 0 km cria muitas distorções no mercado de usados
Toyota Corolla Cross 2022

Toyota Corolla Cross 2022 | Imagem: Divulgação

Uma pesquisa interessante divulgada na última quinta-feira (19) pela plataforma de negociação de veículos InstaCarro revela algumas excentricidades do segmento de usados e seminovos, situações motivadas pela escassez de carros 0 km em decorrência da falta de componentes e as constantes paralisações de algumas fábricas. 

Um dos casos mais exóticos levantados pelo estudo fica para o Toyota Corolla Cross. De acordo com a pesquisa, o SUV médio lançado há poucos meses já conta com um valor de negociação 24% acima da tabela Fipe, considerando as unidades 2022 que já deixaram as concessionárias.

Como analisamos em outra notícia aqui no AUTOO, os carros seminovos registram, em média, uma alta de 16% neste ano, já superando o retorno de alguns investimentos tradicionais do mercado financeiro. 

Outro produto ainda recente, no caso o Chevrolet Tracker, é negociado com um “ágio” de 14% por parte dos consumidores que querem vender o seu SUV. Outro produto da Chevrolet, no caso a picape compacta Montana, tem as unidades ano/modelo 2010 registrando um sobrepreço de 15%.

Completam o ranking dos mais valorizados do mês de julho a Volkswagen Kombi 2009 (8%), Toyota Hilux 2013 (7%), Volkswagen Virtus 2021 (4%), FIAT Argo 2021 (4%), Volkswagen T -Cross 2020 (3%), Hyundai i30 2013 (2%) e Toyota Yaris (2%). 

"Alguns modelos que estavam no top 10 no mês anterior também apareceram no ranking de julho, como o próprio Tracker 2021, o Fiat Argo 2021 e o Volkswagen T-Cross 2020. O que mostra para quem está querendo vender esses modelos que é um ótimo momento, pois provavelmente conseguirá bons valores na transação", analisa Luca Cafici, CEO e fundador da InstaCarro

Toyota Corolla Cross 2022
Toyota Corolla Cross 2022
Imagem: Divulgação