Toyota está fora do Salão do Automóvel de São Paulo

Marca de luxo Lexus também não terá estande no evento. BMW e Mini já haviam confirmado ausência
Revelada no Salão de SP 2018, a Hilux GR-S deverá receber a motorização V6 gasolina

Revelada no Salão de SP 2018, a Hilux GR-S deverá receber a motorização V6 gasolina | Imagem: Divulgação

Depois de BMW e MINI terem anunciado que ficarão de fora do Salão do Automóvel de São Paulo na edição 2020, agora foi a vez de a Toyota informar que adotará a mesma postura. A marca de luxo Lexus também não deverá marcar presença no maior evento automotivo do Brasil.

De acordo com a Toyota, a empresa deverá focar seus esforços neste ano em outros tipos de experiências mais voltadas aos seus clientes, além de ampliar sua presença em áreas ligadas à mobilidade. Em 2020, a Toyota será a principal patrocinadora das Olimpíadas de Tóquio, no Japão, evento global onde irá reforçar sua marca.

A empresa também deverá focar esforços na área de automobilismo com a sua divisão esportiva, a Gazoo Racing. Agora em 2020, os carros da Toyota deverão dividir espaço nas pistas com os modelos da Chevrolet nas competições da Stock Car.

Sem grandes lançamentos agendados para o ano de 2020, além de uma possível chegada de uma configuração com motor V6 para a caminhonete Hilux, a Toyota também não teria muitas novidades para serem apresentadas no Salão do Automóvel de São Paulo que justificassem os cada vez mais altos investimentos para marcar presença no evento paulista. A marca lançará um SUV compacto em breve, porém, não tem sido comum apresentar esses modelos inéditos no mercado brasileiro em salões ultimamente.

Na edição de 2018, várias marcas decidiram não participar do Salão do Automóvel: além de JAC e Volvo, que já haviam deixado de aparecer em 2016, a Jaguar Land Rover e a Peugeot Citroën também preferiram declinar do evento. A tendência é que neste ano elas novamente dispensem a exposição.

Salões esvaziados

Tradicionais por décadas, os salões automotivos têm perdido espaço nos últimos anos. Muitas marcas estão buscando formas diferentes de atingir seu público na era digital e ao mesmo tempo reduzir seus custos já que investir em estandes nessas exposições é algo bastante caro.

O Salão de Detroit, conhecido como NAIAS, por exemplo, deixou de ser realizado em janeiro este ano e agora ocorrerá em junho. Além de esvaziado desde a crise econômica de 2008, o evento ganhou a concorrência da Consumer Eletronic Show (CES) em Las Vegas que, por seu caráter tecnológico, tem atraído os holofotes da mídia e do público.

Outro salão importante, o de Paris e que ocorrerá em outrubro, não terá o grupo Volkswagen pela segunda edição consecutiva. O evento na França perdeu nada menos que 30% do seu público entre 2017 e 2019. Até mesmo Frankfurt, cidade conhecida por sediar diversas feiras em seu imenso centro de convenções, acaba de perder o IAA, um dos maiores salões automobilísticos do mundo. A próxima edição ainda não tem local definido - Munique, Berlim e Hamburgo estão na disputa.

 

 

BMW Série 8 Coupé 2019
BMW Série 8 Coupé 2019
Imagem: Divulgação

 

 

Com informações de Ricardo Meier.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!