Toyota não descarta uma Hilux híbrida no futuro

Principal executivo da marca na Argentina antecipa alguns passos da empresa na região
Toyota Hilux 2018

Toyota Hilux 2018 | Imagem: Divulgação

Uma entrevista muito interessante realizada pelo Argentina Autoblog foi publicada nesta semana e nos traz algumas informações interessantes sobre a estratégia da Toyota para o médio prazo em nossa região.

Quem foi ouvido pelos colegas do site argentino foi Daniel Herrero, presidente da Toyota para o país vizinho, que fez algumas ponderações bem interessantes sobre o que podemos esperar da marca em breve.

Dentre as considerações reveladas por Herrero está o posicionamento da Toyota em oferecer ao menos uma versão híbrida de todos os seus modelos comercializados ao redor do mundo por volta de 2025.

Já é esperado que a nova geração do Toyota Corolla fabricado no Brasil seja um dos contemplados com a nova orientação da marca, inclusive o Prius está sendo testado com um conjunto propulsor flex em nosso país. Um dado interessante proposto por Herrero, contudo, é que a Hilux também deverá ser beneficiada com um conjunto propulsor híbrido em um futuro não muito distante, mantendo coerência com o novo posicionamento da marca.

Certamente um esquema de propulsão híbrida para a picape poderia não só colaborar com a redução no consumo, bem como dependendo da aplicação que a Toyota escolher também ajudar no sistema de tração integral da picape. O motor elétrico, por exemplo, poderia ser posicionado no eixo traseiro e com isso reduzir alguns elementos que acrescentam muito peso nas picapes convencionais, como é o caso do eixo cardã. Com isso, o conjunto se tornaria bem mais eficiente.

No mundo dos SUVs, Herrero crescentou que não está descartada a importação de uma versão híbrida baseada na nova geração do RAV4 para a Argentina, algo bem plausível de ocorrer também no Brasil. Ao contrário de nosso país, o crossover compacto C-HR será oferecido para os hermanos até o fim deste ano também em uma versão híbrida para justificar o preço mais elevado da novidade. Quando questionada, a Toyota sempre desmente qualquer intenção de importar ou produzir o C-HR, mesmo em sua versão híbrida, aqui no Brasil pelo menos até o momento.

Por fim, com relação ao Yaris brasileiro, a novidade também será comercializada no mercado argentino e Herrero adianta que o modelo terá uma gama bem ampla em nossa região, contemplando carrocerias hatch e sedã. Ainda de acordo com o presidente da Toyota na Argentina, a linha Yaris terá um bom leque de versões, contemplando desde versões básicas até as mais equipadas. O modelo já é comercializado na Argentina, porém importado da Ásia e apenas na versão hatch, o qual foi usado como um laboratório para avaliar a receptividade do público ao modelo. Aqui no Brasil, o Yaris está previsto para ser lançado no segundo semestre deste ano.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!