Accord: o primeiro híbrido da Honda no Brasil

Além do sedan, marca terá outros dois modelos eletrificados no país
Honda Accord híbrido, que agora passa a adotar a designação e:HEV

Honda Accord híbrido, que agora passa a adotar a designação e:HEV | Imagem: Divulgação

Aos poucos a Honda vai concretizando o seu plano anunciado no Salão de São Paulo em 2018. Na mostra paulista, a fabricante havia anunciado que sua gama de modelos contará com ao menos três carros híbridos no Brasil até 2023. Nesta sexta-feira (25), a marca anunciou que caberá ao Accord figurar como o primeiro carro com este tipo de propulsão em nosso país. A marca não ofereceu, contudo, uma data mais concreta para o lançamento do sedan eletrificado no Brasil.

De qualquer forma, em conjunto com a confirmação do Accord híbrido para o Brasil, a Honda também clarificou o posicionamento de seus automóveis com propulsão alternativa daqui para frente. Todos os modelos eletrificados da fabricante irão compor a gama e:TECHNOLOGY, enquanto os veículos de propulsão híbrida, como é o caso do Accord, vão adotar a designação e:HEV em substituição ao i-MMD.

“O Accord foi escolhido para estrear a tecnologia e:HEV no Brasil pelo fato de ser o modelo mais tecnológico comercializado pela marca localmente e, também, por representar o topo do desenvolvimento de sedãs da Honda. O sistema oferece performance aprimorada em diferentes cenários de condução, priorizando tanto a eficiência energética como a dinâmica divertida, em uma operação automática, onde o condutor não precisa selecionar entre os três modos de operação do conjunto motriz híbrido”, explica a Honda em seu comunicado.

O Honda e:HEV é composto de um motor 2.0 de quatro cilindros a gasolina, ciclo Atkinson, que funciona tanto para propulsão como para fornecimento de energia elétrica, e dois motores elétricos - um para propulsão e outro para geração, separados. Pela configuração adotada para o sistema, não se faz necessário um conjunto de transmissão, sendo a conexão do motor a combustão com o eixo motriz controlada por um sistema de embreagem do tipo lock-up, com relação direta.

Com essa combinação, o Accord pode rodar em três modos de uso: EV Drive, Hybrid Drive e Engine Drive, selecionados automaticamente de forma a obter a melhor relação entre desempenho e eficiência energética. O modo EV Drive permite o uso 100% elétrico e zero emissão de poluentes. Já no modo híbrido, o motor a gasolina fornece energia para o motor elétrico gerador, enquanto o excesso de energia produzido é convertido em carga para o sistema de baterias de íons de lítio. No modo Engine Drive, o motor a combustão transmite diretamente para as rodas, permitindo a máxima eficiência de trabalho. Na maioria das situações, o Honda Accord circulará nos modos Hybrid Drive e EV Drive, para alcançar a melhor eficiência possível. O modo Engine Drive é adotado apenas em situações de velocidades de cruzeiro, em condições de estrada.

Além do Accord e:HEV, uma boa aposta de modelo híbrido que a Honda pode importar futuramente ao Brasil reside no CR-V. O recém-apresentado Fit em sua quarta geração também traz um avançado conjunto propulsor híbrido e, quem sabe, a marca possa apostar nessa configuração também para o mercado brasileiro.

Acima a quarta geração do Honda Fit revelada no Japão: estreia no Brasil é esperada para 2020
Quarta geração do Honda Fit: será que a novidade será um dos híbridos da Honda no Brasil?
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!