Animada com 3008, Peugeot confirma vinda do 5008 ao Brasil

SUV de sete lugares será lançado em 2018 para disputar espaço com Santa Fe e Kia Sorento
Peugeot 5008 2018

Peugeot 5008 2018 | Imagem: Divulgação

A boa receptividade de crítica e público do novo 3008, SUV médio lançado este ano, já motivou a Peugeot a ampliar sua gama no segmento. Em entrevista a agência Reuters, Jean-Philippe Imparato, presidente mundial da Peugeot, revelou que a marca importará o modelo 5008 no ano que vem.

Para quem não o conhece, o 5008 é um SUV derivado do 3008 mas que oferece sete lugares em vez de cinco. Mas não se trata apenas de um “grand” 3008, como fazem algumas marcas. O utilitário esportivo tem solução própria de design com lateral mais retangular e imponente. Ele possui 18 centímetros a mais e comprimento que o 3008 e 11 cm em relação ao 5008 anterior, uma minivan.

Ele foi apresentado pela primeira vez no Salão de Paris de 2016 e é produzido na França. O porta-malas, mesmo com sete passageiros, oferece 780 litros ou 1.060 litros se os dois bancos traseiros estiverem rebatidos.

As opções de motores na Europa são o 1.2 Puretech com 130 cv ou o 1.6 de 165 cv e que deve ser o escolhido para o Brasil, assim como seu irmão menor. O interior segue o conceito i-Cockpit introduzido pelo 3008, com amplo painel de instrumentos digital e ambiente envolvente.

Vendas restritas

Segundo a diretora geral da Peugeot no Brasil, Ana Borsari, existe demanda para 900 unidades para o 3008 mas a matriz só consegue enviar 250 unidades por lote, sinal que o modelo agradou.

Apesar do otimismo da Peugeot, as vendas do 5008 devem ser modestas. A explicação é simples: o segmento de SUVs médios é amplamente dominado pelo Jeep Compass, fabricado no Brasil e que chega a vender próximo de 5 mil unidades por mês.

Com isso, sobram poucos clientes para o restante da concorrência, ainda mais a que oferece sete lugares. O 3008 custa R$ 140 mil atualmente, o que deve colocar o 5008 na faixa dos R$ 160 mil a R$ 170 mil, onde há poucas vendas e muitos competidores.

Mas, para uma marca que andava suando para vender 2 mil carros por mês, qualquer acréscimo é bem-vindo.

Veja também: Chevrolet lança o novo SUV Equinox no Brasil