Após crescer acima da média, CAOA Chery quer ser a 11ª marca em vendas em 2020

Associação entre o grupo brasileiro e a montadora chinesa planeja emplacar 50 mil veículos no ano que vem
CAOA Chery Arrizo 6 2021

CAOA Chery Arrizo 6 2021 | Imagem: Divulgação

Em um ano dominado pelas vendas diretas para frotistas e clientes PCD, a CAOA Chery deve terminar 2019 crescendo acima da média mesmo sem ter feito uso desse artifício. A empresa fruto da sociedade entre o grupo brasileiro e a montadora chinesa estreou em 2018 chegando à 18ª posição no ranking e terá subido mais quatro degraus neste ano ao superar as marcas premium Audi, BMW e Mercedes-Benz, além da Kia, em volume de emplacamentos.

Mas a CAOA Chery quer mais. Em apresentação à imprensa na semana passada, seus executivos revelaram a meta para 2020, ser a 11ª marca mais vendida do país. Para isso esperam emplacar 50 mil unidades no ano que vem contra cerca de 20 mil esperadas para 2019.

É um salto enorme e que deverá ser obtido por uma conjunção de fatores, entre aumento da rede, ampliação do portfólio e também uma participação mais significativa nas vendas diretas. Para isso, a empresa pretende lançar um inédito serviço de aluguel de veículos e cogita versões exclusivas para PCD, mas de forma sustentável.

A rede de concessionárias deve chegar a 142 pontos de vendas, um aumento de 60% em relação a hoje. De fato, a marca ainda carece de uma cobertura maior no Brasil, mas que hoje está muito concentrada no Sudeste, onde existem 47 pontos de vendas, a maior parte em São Paulo. Há vários estados que têm potencial para receber mais concessionárias como Minas Gerais (cinco pontos hoje), Bahia (apenas três) e Paraná (com outras cinco sendo somente duas em Curitiba). Ainda assim, tem sido um crescimento impressionante se lembrarmos que a marca possuía 25 lojas no ano passado.

Novos produtos

Se nos últimos 12 meses, a CAOA Chery ampliou seu portfólio com o sedan Arrizo 5 (e sua versão elétrica) e os SUVs Tiggo 5X e Tiggo7, em 2020 a expectativa é de contar com outro sedan, o Arrizo 6, que concorrerá com Corolla e Civic, e o Tiggo 8, seu maior utilitário esportivo e que tinha previsão de estreia neste ano.

Além deles, a marca também promete um novo modelo ainda desconhecido, mas há quem aposte na linha premium Exeed, recém lançada no exterior e que já teve patentes registradas no Brasil. E mesmo os modelos atuais ganharão novo visual, caso do Tiggo 5X e Tiggo7 e talvez o sedan Arrizo5.

Destes, o veículo que mais se saiu bem em 2019 foi o Tiggo 5X, rival de Renegade, HR-V e Kicks. Até novembro, ele havia acumulado quase 7 mil emplacamentos, a maioria absoluta vendida para clientes pessoa física em um segmento onde a venda direta impera.

 

CAOA Chery Tiggo 8 2019
CAOA Chery Tiggo 8 2019
Imagem: Divulgação

 

Meta ousada

Atingir o 11º lugar no ranking não é uma tarefa impossível. A “dona” da posição atualmente é a Citroën e que deve terminar 2019 com cerca de 26 mil unidades emplacadas. Ou seja, não é preciso muito mais vendas para bater a marca francesa que, aliás, dependerá mais uma vez quase que exclusivamente do C4 Cactus para chegar a essa marca.

As outras duas marcas que disputam esse espaço com a CAOA Chery também não vivem um bom momento. A Mitsubishi está suando para emplacar um pouco mais de 21 mil carros enquanto a Peugeot tem sido superada pela marca CAOA Chery em alguns meses. Os franceses, no entanto, prometem estrear em 2020 o novo 208, um hatch compacto, segmento onde há um volume de vendas muito alto e no qual a CAOA Chery já não participa após encerrar a produção do QQ.

Talvez atingir a meta de 50 mil carros em 2020, ou mais que dobrar suas vendas, seja algo difícil de atingir. Um ano atrás, a montadora havia previsto terminar 2019 com 38 mil emplacamentos e 111 concessionárias, bem mais do que a realidade atual. Desta vez, no entanto, a CAOA Chery já é um projeto estabelecido e com um conhecimento maior do consumidor, o que pode facilitar esse caminho.

Mas mesmo que não chegue tão longe, há de se reconhecer que a CAOA Chery tem conseguido abrir espaço em um mercado que apresenta poucas variações. Chegar ao final de 2019 com cerca de 0,8% de participação é bastante coisa se pensarmos que até pouco tempo atrás quase ninguém imaginava ter um modelo seu na garagem. E superar marcas mais conhecidas logo no seu primeiro ano cheio é algo para fazer refletir.

CAOA Chery Tiggo 5X 2021
CAOA Chery Tiggo 5X 2021
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!