Nenhum dos lados ainda confirma, mas Apple e Tesla podem estar planejando uma parceria que pode render interessantes frutos. Segundo o jornal norte-americano San Francisco Chronicle, Elon Musk, CEO da Tesla Motors, e Adrian Perica, chefe de fusões e aquisições da Apple, se encontraram no final de 2014 para uma reunião.

Detalhes sobre o encontro não foram revelados, mas os rumores já levantam a hipótese sobre a Apple comprar a Tesla ou então criar uma parceria que a colocaria no ramo dos automóveis, o que era um dos sonhos de Steve Jobs, fundador da Apple morto em 2011.

Veja mais: Tesla quer vender carro autônomo em três anos

A parceria da Apple com a Tesla, no entanto, pode ir muito além de apenas criar centrais multimídias de entretenimento para automóveis. A união das duas empresas pode criar um novo conceito de “carro elétrico conectado”. A empresa de computadores já desenvolveu um sistema para conectar o iPhone à carros da GM.

Avaliada em cerca de US$ 25 bilhões, a Tesla vem despertando o interesse de diversas montadoras interessadas em comprá-la. Musk, contudo, já adiantou em outras entrevistas que dificilmente venderá sua empresa a uma companhia do ramo automobilístico, o que coloca a Apple no páreo.

O alto valor de aquisição da Tesla, porém, pode ser considerado arriscado pela Apple, que tem o dinheiro, mas não tem experiência nenhuma na indústria automobilística. Por isso uma parceria estratégica entre as empresas é o mais cogitado pela mídia norte-americana.

Thiago Vinholes

|