Se olharmos o ranking de vendas dos sedans médios, o Chevrolet Cruze figura em uma honrosa terceira posição, logo depois da dupla japonesa Toyota Corolla e Honda Civic, modelos que conquistaram uma reputação ímpar entre o público brasileiro.

Para a linha 2020, a GM preparou um bom pacote de novidades para manter o Cruze aquecido no segmento, uma estratégia adequada e com o timing correto. Como não é segredo para ninguém, o líder Toyota Corolla estreia sua nova geração em breve e muitos consumidores estão contando as horas para este lançamento. Pegando carona na iniciativa da GM, a Honda, inclusive, anunciou nesta semana a chegada do Civic 2020 ao mercado. Mais conservadora, a marca japonesa limitou-se a um reforço na lista de equipamentos do Civic 2020, mexeu pouco na parte externa e incluiu a versão LX no catálogo com preço abaixo de R$ 100.000.

No caso do Chevrolet Cruze, a linha 2020 tanto do sedan quando do hatch médio foi mais além. Uma mudança que já era esperada desde 2018 quando foi apresentada nos EUA, o Cruze 2020 chega ao mercado brasileiro em setembro com uma dianteira atualizada e mais esportiva. O para-choque e a grade frontal renovados ficaram mais agressivos e caíram muito bem ao modelo. Na parte traseira, as lanternas são novas e passam a contar com iluminação por LED. Quando visto de perfil, o Cruze 2020 exibe rodas de liga leve aro 17” com novo design.

A partir de agora o Cruze chegará ao mercado inicialmente apenas na versão mais sofisticada Premier, parte de um alinhamento que já estava sendo adotado por grande parte da gama Chevrolet no país, como notamos recentemente com a Spin e o Trailblazer. A movimentação, segundo a marca, surge como uma resposta ao mercado. De acordo com a GM, 55% das vendas do Cruze neste ano ficaram com a versão LTZ, um sinal de que o público migrou sua preferência para o Cruze mais completo.

O preço do novo Cruze Premier será conhecido apenas em setembro, quando ele efetivamente chegará às concessionárias. Nossa aposta, contudo, é que ele não deverá ficar muito distante dos R$ 120.500 no caso do sedan, valor praticado pela GM no Cruze LTZ 2019 com todos os opcionais. Se isso for comprovado, o Cruze Premier 2020 continuará como uma opção muito competitiva no segmento, em especial pelo pacote de tecnologia que oferece.

 

De série, o Cruze Premier conta com recursos avançados de segurança e conforto, como o assistente de estacionamento, alerta de ponto cego, carregamento de smartphone por indução, assistente de permanência em faixa com correção ativa, sistema de telemática OnStar, entre outros. Liderando as boas evoluções da linha 2020, agora o alerta de colisão frontal também é capaz de reconhecer pedestres e passa a atuar no sistema de freios, realizando a frenagem automática em situações de emergência, um ganho substancial em segurança. Entre os concorrentes, um Honda Civic Touring 2020, tabelado em R$ 134.900, está longe de entregar o mesmo nível de equipamentos.

A GM também promoveu algumas novidades que parecem pequenas, mas eram muito esperadas para o modelo. A partir da linha 2020, o Cruze Premier permite desativar o sistema start-stop, bem como o slot do carregador por indução está maior, o que permite acomodar celulares com diferentes tamanhos. Além disso, a partir de agora também é possível carregar smartphones da Apple. Ainda na parte interna, o revestimento de couro passa a ser bicolor, mesclando a tonalidade marrom com elementos em preto. Limitador e controlador de velocidade, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, acendimento automático dos faróis, controles de tração e estabilidade, sensor de chuva, 6 airbags e o banco do motorista com ajustes elétricos completam os destaques.

Mas a cereja do bolo para o sedan e o hatch fica mesmo com o sistema de Wi-Fi nativo, integrando a arquitetura eletrônica do carro, um dos saltos em conectividade proporcionados pela nova geração da central multimídia MyLink. Aliás, ela também vai figurar nos próximos lançamentos relevantes da marca, como os aguardados novo Onix e Onix Sedan. Em uma parceria entre a GM e a Claro, o Cruze Premier e os demais modelos com essa tecnologia saem de fábrica com um chip na central multimídia que cria um ambiente Wi-Fi no veículo com uma intensidade de sinal 12 vezes maior em relação ao que se obtém com um celular ou tablet, por exemplo, com o carro em movimento.

“Isto é possível pelo fato da antena do veículo ser dotada de sistema de amplificação. O posicionamento dela sobre o teto também contribui para reduzir a perda de sinal proveniente de áreas de sombra, como são chamados os fenômenos que atrapalham a conexão, e, quanto maior a velocidade de deslocamento, maior é a percepção da estabilidade de sinal que se tem a bordo do Chevrolet com Wi-Fi”, explica Rosana Herbst, diretora de serviços conectados da GM.

A executiva ainda acrescenta que os novos proprietários do Cruze Premier terão direito a um período de “degustação” da novidade por 3 meses após a compra do carro ou até atingir 3 GB de uso. Para esse volume de dados, o custo do plano será de R$ 29,90 ao mês.

Além do Wi-Fi nativo, vale a pena citar o ótimo trabalho que o time da GM desenvolveu para a interface da nova geração do MyLink. Mais fácil de usar e com ótimos elementos gráficos, ela adota um estilo de uso semelhante ao de smartphones. A capacidade de processamento está 2,5 vezes mais rápida em relação ao aparelho anterior, o que permite uma navegação tranquila entre os diversos recursos da central multimídia. Como não poderia faltar, ela oferece espelhamento por meio dos sistemas Apple CarPlay e Android Auto. Ponto positivo também vai para a nova câmera de ré, que surpreende pela qualidade da imagem.

Saindo um pouco do ambiente digital e migrando para a parte mecânica, o Cruze 2020 preserva a excelente combinação entre o motor 1.4 turbo com injeção direta e o câmbio automático 6 marchas. Capaz de levar o Cruze de 0 a 100 km/h em 9 segundos, o conjunto agrada bastante pelas acelerações e retomadas cumpridas com vigor. Eficiente, o Cruze ainda é capaz de alcançar médias oficiais de 11,5 km/l na cidade e 14,6 km/l na estrada utilizando gasolina.

Mesmo sem um sistema de suspensão mais sofisticado, como o multibraço presente na suspensão traseira do Honda Civic, o Cruze se garante muito bem com o layout McPherson na dianteira e eixo de torção unindo as rodas traseiras, disposição que se mostra robusta para nosso piso. Rodar com o Cruze mostra como a engenharia da GM soube calibrar com esmero o carro para nossas vias. Sem deixar de lado o conforto, o Cruze tem uma dinâmica neutra e segura, com uma pitada maior de esportividade, em especial na configuração hatch.

Com a atual geração do Cruze alcançando 4 anos de mercado em 2020, o modelo mostra-se bem maduro e chega ao mercado com uma proposta interessante e competitiva na versão Premier. Amparado no bom pacote de tecnologia e conectividade, além da eficiência de seu conjunto mecânico, o modelo é uma excelente pedida para quem deseja hoje em dia um sedan ou um hatch de porte médio. Se, no caso dos três volumes, você topa ir além das marcas japonesas, é um modelo que poderá lhe surpreender em um teste-drive e vale a pena uma visita na concessionária para conhecê-lo. Resta saber o que a Toyota prepara para a nova geração do Corolla fabricada no Brasil, além do ineditismo de seu conjunto propulsor híbrido flex. De qualquer forma, o Cruze Premier 2020 terá condições para se manter muito bem posicionado dentro do segmento.

 
 
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
Chevrolet Cruze 2020
Chevrolet Cruze 2020
 
 

Ficha técnica

Chevrolet Cruze 2020 Premier 1.4 16V flex automático 4p
Categoria Sedã médio
Vendas em 2017 19.194 unidades
Motor 4 cilindros, 1399 cm³
Potência 150 cv a 5600 rpm (gasolina)
Torque 24 kgfm a 2100 rpm
Dimensões Comprimento 4,665 m, largura 1,807 m, altura 1,484 m, entreeixos 2,7 m
Peso em ordem de marcha 1321 kg
Tanque de combustível 52 litros
Porta-malas 440 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/