Encerrando o ano de 2019, a JAC deixou para revelar neste mês mais uma aposta para o segmento de SUVs.

A marca passa a importar da China o T60, modelo que traz novidades interessantes da fabricante ao mercado brasileiro.

Coube ao T60 estrear por aqui o bom motor 1.5 turbo, que, no SUV, aceita apenas gasolina e entrega até 168 cv de potência e 21,4 kgfm de torque a 2.000 rpm. Trabalhando em conjunto com uma transmissão automática CVT, a JAC declara que o T60 turbo acelera de 0 a 100 km/h em bons 9,6 segundos e é capaz de alcançar até 195 km/h de velocidade máxima. Até o momento a marca não revelou os dados de consumo do inédito SUV.

Ao volante, o T60 mostra uma inegável boa disposição nas acelerações e retomadas, como era esperado de um automóvel com motor sobrealimentado, porém não nos agradou um certo delay do modelo na hora de entrar em movimento. Se você está manobrando, por exemplo, essa falha torna-se ainda mais pronunciada. Nos parece, contudo, que é uma questão apenas de um retrabalho na calibração do motor e câmbio, uma vez que esse tipo de comportamento está longe de ser observado em outros modelos que combinam motor turbo e câmbio CVT.

 

Com a tradicional combinação entre suspensão dianteira McPherson e traseira do tipo eixo de torção, o JAC T60 é um modelo bem acertado dinamicamente, mesmo que sem surpreender. O rodar é suave e confortável e a carroceria permanece bem equilibrada nas curvas. Como é comum aos carros chineses, a direção poderia ser um pouco mais rápida nas respostas, porém nada que tire pontos do T60 sob esse aspecto. 

Com 4,41 m de comprimento, 1,80 m de largura e 2,62 m de distância entre-eixos – medidas que aproximam o T60 de um Jeep Compass – a novidade da JAC em nosso mercado oferece bom espaço interno para cinco pessoas, posicionando-se como um bom veículo familiar. Apesar de a JAC declarar a capacidade do porta-malas em 650 litros, visualmente o compartimento nos pareceu um tanto quanto menor do que o valor apresentado. 

Algumas soluções na cabine do T60 conferem ao SUV um aspecto mais sofisticado, como o painel de instrumentos digital (de série) e alguns comandos da central multimídia operados por uma área sensível ao toque no painel. Curioso que, apesar da vanguarda que tudo isso pode transparecer, falta ao modelo o ajuste automático da temperatura para o ar-condicionado, por exemplo. O sistema de espelhamento para smartphones que não operam com o iOS pode ser um pouco mais complicado também, uma vez que os carros oriundos da China dificilmente contam com o Android Auto instalado na central multimídia, o que requer algum tempo de adaptação para quem não está adaptado com outras formas de espelhamento. De qualquer forma, a central multimídia com tela de 10,25” é uma peça muito bonita e ganha bastante destaque no visual interno. 

Por R$ 99.990 em sua configuração de entrada, o grande apelo do JAC T60 fica por conta do custo-benefício. Além dos já citados painel de instrumentos digital e central multimídia, o SUV ainda conta com uma lista de itens de série bem robusta, que acrescenta também os sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, luz de condução diurna em LED, banco do motorista com ajustes elétricos, sistema de câmeras 360º, rodas de liga leve aro 17”, apenas para citar os principais itens. No catálogo Pack 3, que terá preço tabelado em R$ 104.990, o JAC T60 acrescenta o revestimento interno de couro e teto solar com acionamento elétrico. 

Que o JAC T60 traz um pacote de equipamentos bastante competitivo isso ninguém questiona, a grande pergunta fica se o público vai optar pela novidade da JAC em especial considerando que, na faixa dos R$ 100.000, é possível estacionar na garagem de casa um modelo de marcas mais tradicionais e que também contam com um bom pacote de equipamentos. O líder em vendas entre os SUVs compactos, o Jeep Renegade, conta com a opção Longitude 1.8 flex tabelada em R$ 104.990, por exemplo. Mesmo no caso do Jeep Compass, hoje é possível adquirir o SUV médio em sua sua versão de entrada com valores promocionais na faixa dos R$ 110 mil. 

Mesmo entre as concorrentes de origem chinesa, a CAOA Chery, por exemplo, tabela o Tiggo 7 na versão de entrada T em R$ 106.990, porém é possível encontrar o modelo por bem menos nas concessionárias. O Tiggo 7 tem porte de SUV médio e conta com a vantagem de ser produzido no Brasil, além de contar com ótimo acabamento, motor 1.5 turbo e câmbio de dupla embreagem com 7 marchas. 

De qualquer forma, o JAC T60 mostra que a fabricante chinesa está evoluindo e caminha para o rumo certo com seus veículos, acirrando ainda mais a concorrência em um segmento já bem aquecido.
 

 
 
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
JAC T60 2020
JAC T60 2020
 
 

Ficha técnica

JAC T60 2020 1.5 16V gasolina automático 4p
Preço R$ 99.990 (12/2019)
Categoria SUV médio
Motor 4 cilindros, 1499 cm³
Potência 168 cv a 5500 rpm (gasolina)
Torque 20,4 kgfm a 2000 rpm
Dimensões Comprimento 4,41 m, largura 1,8 m, altura 1,66 m, entreeixos 2,62 m
Peso em ordem de marcha 1365 kg
Tanque de combustível 50 litros
Porta-malas 650 litros
Veja ficha completa

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/