Chevrolet Monza chinês fica mais perto do Brasil e região

Modelo foi confirmado para o México, onde estreia no quarto trimestre deste ano
Chevrolet Monza vendido na China

Chevrolet Monza vendido na China | Imagem: Divulgação

Com a atual geração lançada em 2016 aqui no Brasil, o Chevrolet Cruze ainda é um modelo com muitas qualidades e que mantém competitivo frente aos demais sedãs médios.

A categoria, contudo, está passando por um momento de renovação, que começou com a 12ª geração do Toyota Corolla e ainda contempla a recém-lançada 11ª geração do Honda Civic, a qual permanece uma incógnita para o nosso mercado.

Uma notícia relevante para o segmento ocorreu nesta semana. A Chevrolet confirmou que vai importar ao México o Monza chinês. A novidade chegará ao país norte-americano no quarto trimestre deste ano e vai preservar o nome Cavalier, designação que a Chevrolet adota localmente para seu sedã médio.

Projetado seguindo as preferências do público chinês (e de grande parte dos consumidores de países emergentes), o novo Chevrolet Monza se destaca pelo porte superior em relação ao atual Cavalier comercializado no México, o qual é baseado em uma geração anterior do Cruze. 

Sucessor para o Cruze? 

O sedã desenvolvido na China conta com 4,61 m de comprimento e 2,64 m de entre-eixos, dimensões que são inferiores em relação ao atual Cruze produzido na Argentina e comercializado no Brasil (4,66 m de comprimento e 2,70 m de entre-eixos). 

Tanto o novo Monza chinês como o Cruze argentino compartilham a mesma plataforma D2XX, sendo que a arquitetura recebeu evoluções para o sedã chinês, que podem refletir em um melhor aproveitamento do espaço interno.

Outro ponto importante é que o Chevrolet Monza já está preparado para a eletrificação, oferecendo no mercado chinês uma opção híbrida-leve baseada em sistema elétrico de 48V.

Com isso, e a necessidade da Chevrolet para evoluir o Cruze argentino em algum momento, é possível enxergar no Monza um sucessor natural para o sedã produzido na região.

A Chevrolet confirmou que o novo Cavalier vendido no México terá opção de motor turbo, provavelmente o 1.3 com potência na casa de 160 cv, associado ao câmbio automático de 6 marchas.

Em termos de equipamentos, o novo Cavalier baseado no Monza chinês contará com monitoramento de pontos cegos, teto solar, acendimento automático dos faróis, controles de tração e estabilidade, entre outros.

Considerando as semelhanças econômicas entre Brasil e México, podemos esperar por preços competitivos para o Cavalier/Monza por lá. Aqui no Brasil, o Cruze parte de R$ 118.290 na versão LT e pode alcançar R$ 141.790 na versão topo de linha Premier. 

Acima o Chevrolet Cavalier que será vendido no México
Acima o Chevrolet Cavalier que será vendido no México
Imagem: Divulgação