Embalada pelas comemorações de seu centenário, a Citroën reservou uma notícia para o mercado brasileiro.

Segundo revelado pela principal executiva a frente da marca no Brasil, Ana Theresa Borsari, nesta segunda-feira (17), a Citroën vai lançar um produto totalmente novo no mercado brasileiro por ano até 2023. Como a estratégia terá início a partir de 2020, podemos contabilizar quatro lançamentos no país ao longo dos próximos anos.

A iniciativa da Citroën é muito bem-vinda em especial levando em consideração que sua gama nacional já está ficando consideravelmente envelhecida. Exceto pelo C4 Cactus, SUV lançado no fim de 2018, a marca não promovia um lançamento relevante no mercado há um bom tempo.

Pegando carona no investimento em novos produtos, Borsari também anunciou que a Citroën trabalha para dobrar sua rede de concessionárias até 2022, partindo de uma cobertura atual de 56% do território nacional para algo na casa dos 80%. Hoje a fabricante conta com 96 pontos de venda no país. 

Apostas mais relevantes

Os executivos da Citroën ainda não adiantam nenhum detalhe sobre quais serão esses quatro novos modelos que chegarão ao mercado nacional, mas podemos fazer algumas apostas, em especial olhando para a interessante gama que a Citroën oferece hoje na Europa.

Um ponto fundamental para a marca francesa é que ela precisa atualizar seu representante entre os hatches compactos. O C3 hoje em dia apela para o custo-benefício bem competitivo para se destacar no segmento, mas ele precisa de uma atualização profunda em especial para atender os novos desejos do público, como um modelo mais espaçoso e com um conjunto propulsor bem eficiente. Hoje em dia um bom representante dessa tendência é o Volkswagen Polo, sendo que, ainda neste ano, as novas gerações de Chevrolet Onix e Hyundai HB20 prometem agitar bem a categoria.

Na Europa, a terceira geração do Citroën C3 chegou ao mercado em 2016 e segue colecionando bons números de venda. Com uma proposta mais robusta, remetendo a um SUV, ele conta com 3,99 m de comprimento, 1,75 m de largura e 1,47 m de altura. Seu entre-eixos é de 2,54 m e o porta-malas acomoda 300 litros de bagagens, números bem próximos ao que rivais modernos também entregam. No Velho Continente, o modelo ganhou um bom nível de equipamentos, com destaque para recursos como o monitoramento de pontos cegos, aviso de saída da faixa de rodagem e alerta de fadiga do condutor. Resta saber se a Citroën teria planos de nacionalizar a nova geração do C3, uma vez que trata-se de um modelo de alto volume de vendas.

É interessante também levarmos em consideração, como noticiamos há alguns meses, que a Peugeot Citroën prepara uma boa ofensiva de novos produtos na Índia, a qual também estará baseada na criação de automóveis voltados aos mercados emergentes e com foco no custo-benefício. É bom ficarmos de olho em tudo o que a PSA vai realizar para o país em questão, já que os carros feitos para lá podem ser muito bem aproveitados por aqui.

Voltando para a linha europeia, um produto que a Citroën poderia aproveitar muito bem no Brasil é o C5 Aircross. Um SUV de porte médio, o C5 Aircross é o primeiro Citroën a oferecer tecnologia híbrida plug-in e promete um interior espaçoso e confortável graças ao seu entre-eixos de 2,73 m.

Quem sabe um dia...

Seguindo uma lógica peculiar à marca francesa, a Citroën também oferece na Europa o C3 Aircross derivado da nova geração do hatch, sendo que o modelo é o representante da empresa entre os SUVs compactos. O C3 Aircross, lançado em 2017, conta com 4,15 m de comprimento, tamanho muito próximo ao do C4 Cactus já produzido no Brasil (4,17 m de comprimento), portanto não existiria muita lógica por parte da Citroën em oferecer os dois modelos aqui, em especial pelo fato do C4 Cactus ainda ser muito recente. 

Com um volume de vendas muito baixo, apesar de entregar boas qualidades, é difícil pensar que a Citroën ainda pense em uma nova geração para o C4 Lounge no futuro. Uma alternativa, contudo, poderia ser algum modelo derivado do C-Elysée atual ou apostar em alguma novidade que será concebida para o mercado indiano futuramente.

Como é possível notar, ainda precisamos aguardar os próximos meses para começar a descobrir com mais certeza o que a Citroën prepara para o Brasil, mas o importante é que a marca denota novo fôlego por aqui, o que é muito bom e salutar para o mercado. Vamos acompanhar de perto os próximos passos da Citroën no Brasil e manteremos você sempre muito bem informado (a) aqui no Autoo!

 

 

A terceira geração do C3, que já roda na Europa, seria muito bem-vinda por aqui
A terceira geração do C3, que já roda na Europa, seria muito bem-vinda por aqui
Imagem: Divulgação

 

 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/