Fiat Strada pode contar com variante turbo, relata site argentino

Picape compacta poderia receber, no longo prazo, uma variante com propulsor 1.0 turbo
Fiat Strada 2021

Fiat Strada 2021 | Imagem: Divulgação

O mês passado certamente entrará para a história da Fiat Strada, uma vez que a picape compacta foi o veículo mais vendido do mercado brasileiro, superando o Chevrolet Onix.

Aprimorando uma receita que caiu no gosto do público e de quem utiliza a picape para o uso comercial, a segunda geração da Strada tem no horizonte alguns aprimoramentos bastante significativos.

Uma evolução interessante - e que está longe de ser segredo - será a introdução da variante automática no portfólio da picape.

Segundo rumores, a caixa CVT deverá trabalhar em conjunto com o motor 1.3 Firefly, repercutindo em uma combinação singular não só para a Strada como o segmento de picapes compactas como um todo, uma vez que uma transmissão automática mais sofisticada até então nunca havia sido oferecida para modelos desse porte. 

Com a predileção cada vez maior dos brasileiros por esse tipo de câmbio, certamente a Strada ganhará uma vantagem comercial ainda maior em relação às demais picapes do segmento. A previsão é que a Strada automática chegue ao mercado no decorrer do início de 2021.

Outro ponto interessante noticiado pelo Argentina Autoblog diz respeito a uma evolução significativa no leque de opções de motores. Creditando a informação à Herlander Zola, responsável pela marca Fiat no Brasil, figura entre as possibilidades de aprimoramentos para a nova Strada a inclusão do novo propulsor 1.0 turbo no modelo. 

Ainda sem previsão de quando isso poderia ocorrer, é fato que uma Strada 1.0 turbo seria muito interessante não só por conta do desempenho com fôlego extra, bem como a maior desenvoltura para o transporte de cargas mais pesadas graças ao bom torque que motores sobrealimentados costumam entregar mesmo em baixas rotações.  

Se - e quando - sair do papel, a tendência é que uma eventual Strada turbo conte com câmbio automático CVT e essa configuração mecânica deverá ser a mais cara da gama. 

Falando ainda sobre a nova Strada, o executivo da Fiat descarta a oferta de motorização diesel para a picape (a opção existia no mercado argentino até a geração anterior), bem como, por uma questão da plataforma aplicada na picape, uma variante 4x4 ou com tração integral não está nos planos para a Strada. 

Fiat Strada 2021
Fiat Strada 2021
Imagem: Divulgação