Ford prepara despedida da Ranger atual com séries especiais

Novidades podem garantir sobrevida comercial da picape média até 2023
Acima a Ford Ranger FX4 comercializada na Austrália

Acima a Ford Ranger FX4 comercializada na Austrália | Imagem: Divulgação

A Ford já confirmou que a nova geração da Ranger chegará ao mercado brasileiro em 2023, de onde chegará importada da Argentina, como ocorre atualmente.

Fato interessante apurado no país vizinho é que a Ford poderá oferecer, ao longo do período de pouco mais de um ano até o lançamento da picape renovada, algumas séries especiais da Ranger atual com o objetivo de manter a atratividade comercial do modelo e, de certa forma, marcar a despedida da presente geração.

Segundo leitores do Argentina Autoblog, uma unidade da Ranger FX4 foi flagrada nas estradas do país realizando alguns testes dinâmicos.

O catálogo em questão para a Ranger chegou ao mercado australiano em julho, onde, por lá, ganha também a companhia da opção FX4 Max.

Off-road

A ideia da configuração é oferecer um preparo ainda mais robusto para o uso off-road, como é possível total pela presença de pneus específicos para esse fim. A suspensão também recebe aprimoramentos, inclusive com a escolha de amortecedores especiais fornecidos pela norte-americana Fox. 

Na Austrália, a Ranger FX4 conta com as opções dos motores 2.0 biturbo diesel de 213 cv associado ao câmbio automático de 10 marchas, além do 3.2 com 5 cilindros a diesel já oferecido na Ranger produzida na Argentina, o que facilita a adaptação local da versão.

Interessante destacar, ainda de acordo com os flagras dos argentinos, foi uma unidade da Ranger mesclando a configuração XL ao motor 3.2 turbodiesel, catálogo hoje inexistente na gama Ranger comercializada na região.

Catálogo destinado ao uso comercial, a versão XL é comercializada somente com a opção 2.2 turbodiesel, enquanto o motor de maior deslocamento está presente apenas da versão Storm em diante.

Com isso, os clientes comerciais da picape teriam uma opção interessante para quem precisa de mais potência e torque.

Por fim, segundo os argentinos, a previsão é que a Ranger FX4 com produção regional deverá ter posicionamento semelhante ao da Ranger XLT 3.2 4x4 automática, que hoje gravita em R$ 268.390. A mecânica, como mencionamos, também deverá ser a mesma, acrescida das melhorias técnicas pontuais para enfatizar a performance longe das vias pavimentadas.

Acima a Ford Ranger FX4 comercializada na Austrália
Acima a Ford Ranger FX4 comercializada na Austrália
Imagem: Divulgação