Com estreia iminente, Ford já não faz questão de esconder a Maverick

Picape é flagrada com bem menos disfarce e suas formas definitivas tornam-se conhecidas
Ford Maverick: redução drástica na camuflagem sinaliza estreia iminente

Ford Maverick: redução drástica na camuflagem sinaliza estreia iminente | Imagem: Ford Authority

Fato interessante para encerrarmos a semana falando de uma novidade que será importante para a gama Ford em muitos mercados, inclusive aqui no Brasil.

A inédita picape compacta-média Maverick foi flagrada recentemente com um nível muito reduzido de camuflagem, sinalizando que sua apresentação definitiva não deverá demorar para acontecer.

A previsão de estreia da Maverick está cotada para este ano, com o início das vendas, pelo menos nos EUA, começando até o fim de 2021.

Produzida no México ao lado do Bronco Sport, a Maverick poderá chegar ao Brasil ao longo de 2022, portanto um ano antes da estreia da nova geração da Ranger por aqui. O SUV já é comercializado na Argentina e está com o lançamento confirmado para este ano em nosso país. A fábrica de Hermosillo, inclusive, é o local de onde recebíamos o Fusion aqui no Brasil até a decisão estratégica da Ford de eliminar sedãs e hatches de seu portfólio.  

Pelas imagens divulgadas pelo site Ford Authority, notamos que as projeções russas recentemente repercutidas por nós aqui no AUTOO mostraram-se bem próximas ao produto final. Claro que a imagem da picape na linha de produção mexicana também nos deu uma boa ideia do que poderíamos esperar da Maverick.

Pelas fotos, fica clara uma semelhança da inédita Ford Maverick em termos de porte com a Fiat Toro, ambas, portanto, maiores do que a Renault Duster Oroch.

Maverick deverá ter porte semelhante ao da Fiat Toro
Maverick deverá ter porte semelhante ao da Fiat Toro
Imagem: Ford Authority

Em termos de estilo, apesar da dianteira própria fica clara uma inspiração da Maverick no Bronco Sport. Inclusive as rodas de liga leve presentes no modelo fotografado são muito próximas às do SUV em determinadas versões.

As semelhanças entre Maverick e Bronco Sport são esperadas, uma vez que os dois modelos compartilham também a plataforma C2. Segundo rumores, para conseguir um custo competitivo no mercado, na faixa de US$ 20 mil nos EUA, a Maverick terá em suas versões mais acessíveis suspensão traseira por eixo de torção e tração somente nas rodas dianteiras. Os catálogos mais caros, por sua vez, contarão com tração integral e suspensão traseira multibraço, mesmo layout adotado em todos os catálogos da Fiat Toro. Menor do que a Ranger, a Maverick também será substancialmente mais barata do que a picape média. Hoje a Ranger parte de cerca de US$ 26 mil nos EUA e custa R$ 163.490 em seu catálogo XL 2.2 turbodiesel manual 4x4 cabine simples aqui no Brasil, a configuração mais em conta da picape média. Importante destacar que a Maverick será oferecida apenas com cabine dupla. 

Falando sobre propulsão, os indícios mais fortes sinalizam que a Maverick deverá trazer como opções os motores 1.5 e 2.0 da família EcoBoost, portanto com turbo e injeção direta. Ambos vão trabalhar com a caixa automática de 8 marchas. Ponto interessante é que a Maverick terá uma opção híbrida, o que será um importante diferencial do modelo. A mídia norte-americana relata ainda que o motor 2.0 aspirado com injeção direta, o qual figurou no Focus vendido no Brasil, é considerado como uma alternativa para a versão de entrada da Maverick. Claro que os detalhes definitivos só vamos conhecer no lançamento da picape.

Além da Maverick, a Fiat Toro e a Renault Duster Oroch podem receber a companhia da Volkswagen Tarok em algum momento no futuro, tornando o segmento de picapes com porte compacto-médio bem mais disputado. O projeto da representante da VW na categoria foi colocado em espera por conta dos reflexos da pandemia, mas pode sair do papel assim que as condições econômicas do Brasil e demais países vizinhos melhorarem.

Estilo remete ao Bronco Sport, SUV com o qual compartilha a plataforma; ambos serão produzidos no México
Estilo remete ao Bronco Sport, SUV com o qual compartilha a plataforma; ambos serão produzidos no México
Imagem: Ford Authority