Rival da VW para a Fiat Toro não estreia antes de 2023, antecipa site

Marca estaria trabalhando em uma variação do SUV para o pouco explorado segmento de picapes intermediárias no Brasil
Projeção do designer Kleber Silva para a Volkswagen Tarok de produção

Projeção do designer Kleber Silva para a Volkswagen Tarok de produção | Imagem: Kleber Silva

Com o segmento de picapes compactas-médias em alta, mas poucas opções além de Fiat Toro e Renault Oroch, mais montadoras estão de olho em tal nicho de mercado. A Ford ainda pode trazer a vindoura Maverick para cá, mas a Volkswagen, que já havia apresentado o conceito Tarok no Salão do Automóvel de 2018, teve os planos atrapalhados por conta da pandemia em 2020. Tanto que uma versão de produção de tal protótipo havia sido deixada em segundo plano pela marca.

No entanto, a picape que seria derivada do T-Cross pode receber um upgrade. De acordo com o site Mobiauto, a Volkswagen ainda está trabalhando no projeto de uma picape intermediária, que pode resgatar a essência - e até o nome -  da Tarok. No entanto, a diferença é que, desta vez, sua base seria a mesma do Taos, SUV que será feito na Argentina e vendido no Brasil a partir de 2021. A estreia da nova Tarok, no entanto, não deve ocorrer antes de 2023, noticia o site.  

Volkswagen Tarok 2020
Grade iluminada foi um dos destaques no protótipo da Volkswagen Tarok
Imagem: Divulgação

Com isso, sua plataforma seria um pouco melhor. Enquanto o T-Cross usa a arquitetura MQB-A0, simplificada, o Taos usa a variante original MQB, a mesma do Golf de sétima geração e do atual Tiguan. De acordo com a publicação, enquanto o SUV maior é tratado internamente como projeto VW316, a picape recebe a designação VW317, mostrando que ambos terão ampla similaridade.

Uma das “coincidências” entre os dois modelos é a grade frontal com filete iluminado, que estava presente na VW Tarok conceito e chegou à produção com o Taos. Caso a picape intermediária realmente saia do papel, ela deve seguir uma receita similar a da Fiat Toro. A Tarok seria praticamente idêntica ao Taos até a coluna B, mas teria o entre-eixos alongado para acomodar melhor os ocupantes e a caçamba. 

Volkswagen Tarok 2020
Base do Taos deve ser alongada para a Volkswagen Tarok
Imagem: Divulgação

Assim como no caso da grade, a nova picape também deverá herdar do SUV o motor 1.4 turbo flex de até 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque trabalhando em associação a uma transmissão automática de seis velocidades, mas apenas com tração dianteira. Porém, o que deve surpreender é a versão topo de linha que poderá empregar o 2.0 turbodiesel da Amarok, com 180 cv, 42,8 kgfm, câmbio automático de oito marchas e tração integral 4Motion.

Volkswagen Tarok 2020
União entre a caçamba e a cabine: um dos diferenciais do projeto da VW Tarok
Imagem: Divulgação