Assim como a Fiat Toro mostrou-se um sucesso junto ao público brasileiro, outro modelo da FCA, no caso o Jeep Compass, também deixou claro que os consumidores por aqui estão dispostos a pagar por SUVs com nível de espaço interno e equipamentos superiores. O Volkswagen Tiguan Allspace, modelo que mesmo importado alcançou um volume de 1.000 emplacamentos/mês, também colabora com nossa tese.

Muito já foi falado sobre a possibilidade da Ford entrar no segmento de SUVs médios no Brasil com modelos como o Kuga, porém as altas da moeda norte-americana e as incertezas políticas no Brasil nos últimos anos não criaram um ambiente propício para que a marca batesse o martelo para a importação do modelo.

Mas ao que tudo indica a Ford já decidiu como vai colocar um rival para o Jeep Compass no mercado brasileiro e a resposta parte de uma colaboração da Ford com seus associados chineses.

Estamos falando do Territory, modelo que a Ford desenvolveu em parceria com a chinesa JMC (Jiangling Motors Corporation), sua joint venture no país asiático. O SUV foi um dos destaques da marca no Salão de São Paulo 2018 e, durante conversas com executivos da marca, fica claro que esse será o modelo escolhido para chegar ao mercado brasileiro em breve.

Graças à colaboração chinesa no projeto do Territory, o SUV médio foi pensado para ser um modelo em geral mais acessível em sua categoria, portanto podemos esperar valores competitivos para a novidade em nossa região. Hoje grande parte das vendas do Jeep Compass reside no intervalo de R$ 100.000 a R$ 120.000 em suas configurações flex, portanto aí está um intervalo de preço onde o Territory deverá focar.

Pelo menos o que já se sabe do modelo revelado na China é que o Territory terá um bom nível de equipamentos, com destaque para a presença de recursos como a tela da central multimídia com 10,25” e um bom número de assistentes de condução, como o controlador de velocidade adaptativo, aviso de colisão com frenagem automática, sistema de câmeras 360º, alerta de ponto cego, assistente de estacionamento, etc. Em nosso contato com o modelo exibido no Salão de São Paulo, o Territory também demonstrou uma cabine bem ampla e capaz de acomodar 5 passageiros com conforto, bem como um porta-malas mais do que suficiente para o uso familiar. O acabamento interno também é interessante, porém notamos um amplo uso de apliques imitando madeira, algo mais valorizado na China.

Ainda não se sabe se o Territory será fabricado no Brasil ou na Argentina para abastecer nossa região. Vale a pena destacar que a atual fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) hoje produz apenas o Fiesta e está com grande parte de sua capacidade produtiva ociosa, portanto, a chegada de um modelo como o Territory por lá seria algo bem interessante.

Somente com os planos mais concretos da nacionalização do Territory é que teremos uma ideia do conjunto mecânico escolhido para o SUV médio, mas é muito provável que os motores da gama EcoBoost, com turbo e injeção direta, devem ser os escolhidos para conferir mais eficiência ao modelo.

É muito provável que o Ford Territory seja lançado no mercado brasileiro até mesmo em 2019 já que a Ford que aproveitar a boa procura que esses modelos estão recebendo para colocar logo seu SUV médio no mercado. Vamos acompanhar de perto os caminhos do modelo por aqui, enquanto isso você confere algumas projeções do designer Kleber Silva (clique na imagem principal da notícia para acessar a galeria) realizadas em cima do protótipo chinês que nos mostram como poderá ficar o Territory que será comercializado no Brasil e demais países da região. 

César Tizo

O "Guru dos Carros", César Tizo se juntou ao time este ano e está à frente dos portais AUTOO e MOTOO. É o expert em aconselhar a compra de automóveis

César Tizo | http://www.jcceditorial.com.br/