Jeep Commander será revelado no próximo dia 26

Aguardado SUV 7 lugares será o modelo nacional mais sofisticado da marca
Projeção de Kleber Silva para o futuro Jeep Commander

Projeção de Kleber Silva para o futuro Jeep Commander | Imagem: Kleber Silva/Autoo

Uma das estreias mais aguardadas para este ano, o Jeep Commander finalmente já tem data para ser totalmente conhecido.

A marca norte-americana confirmou para o próximo dia 26 deste mês a apresentação do SUV 7 lugares, que será o modelo mais sofisticado da marca produzido em Goiana (PE).

Projetado sobre a mesma plataforma Small Wide presente nos Jeep Compass e Renegade, além da Fiat Toro, todos produzidos na planta pernambucana, o grande diferencial do Jeep Commander reside nas três fileiras de assentos, segmento que promete ganhar força no Brasil.

O Commander tem tudo para ser uma interessante alternativa a consumidores que precisam de um SUV versátil e espaçoso, porém que preserve bom fôlego para o uso off-road e sistema de tração 4x4.

Hoje em dia encontramos como opções para esse perfil o Toyota SW4 e o Chevrolet Traiblazer, porém a construção de carroceria sobre chassi de longarinas os torna caros demais e muitas vezes com um rodar pouco suave em relação a um modelo com estrutura monobloco, como será o caso do Jeep Commander.

Modelos como o CAOA Chery Tiggo 8 e o Volkswagen Tiguan Allspace conquistaram uma excelente procura considerando suas respectivas faixas de preço, o que sinaliza que existe uma demanda pouco explorada por SUVs 7 lugares no Brasil. 

Mecânica sofisticada

A Jeep já antecipou alguns detalhes do interior do Commander em um vídeo revelado há poucas semanas. Nas imagens, é possível constatar que a cabine mescla materiais nobres para entregar um aspecto superior de qualidade. Também podemos apostar em um nível superior de tecnologia e assistentes de condução.

Sob o capô, o Jeep Commander deverá trazer a opção do motor 1.3 GSE com turbo e injeção direta, que estrou na gama nacional da fabricante no Compass 2022. 

Em paralelo, segundo informações vindas da Índia, é provável que a opção 2.0 turbodiesel do Jeep Commander conte com sistema híbrido-leve de 48V para realçar a eficiência do SUV.

É provável que a potência combinada do conjunto fique na casa dos 200 cv, bem como o consumo deverá ser reduzido. Caso a informação se confirme, trata-se da primeira aplicação eletrificada baseada no motor 2.0 Multijet. 

A comercialização do SUV começará por volta do fim deste ano.

Modelo deverá ter uma carroceria mais alta e larga para acomodar 7 passageiros
Modelo deverá ter uma carroceria mais alta e larga para acomodar 7 passageiros
Imagem: Kleber Silva/Autoo