Land Rover prepara 16 novos modelos

Montadora britânica quer dobrar a produção com investimento de R$ 32 bilhões até 2020

Land Rover DC100 Concept | Imagem: Land Rover

A Land Rover prepara uma verdadeira revolução em sua linha de utilitários. Segundo reportagem da revista britânica Autocar, a fabricante de modelos 4x4 vai investir ₤ 10 bilhões, cerca de R$ 32 bi, até 2020 para lançar 16 novos produtos. O plano da montadora para esse período é dobrar sua produção, alcançando 600 mil unidades, e assim deter 3% do segmento no mundo inteiro, que em oito anos deve atingir um volume anual de 22 milhões de veículos.

De acordo com a publicação, este será o maior investimento na história da indústria automobilística britânica.

O plano da LR, de acordo com a fonte, inclui o desenvolvimento de novos modelos para todas as famílias de produtos da marca, no caso a linha Range Rover e os modelos Freelander, Discovery e Defender.

A nova gama Range Rover, de alto luxo, será encabeçada por versões do Evoque, que devem ganhar variações com carroceria ampliada e reduzida e até um modelo conversível, que já apareceu no formato de conceito. Já os modelos Range Rover Vogue e Sport vão crescer no tamanho e receber ainda mais itens de luxo e conforto.

Veja mais: Land Rover lança guia de sobrevivência comestível

Para o Discovery, atualmente na quarta geração, as mudanças previstas são o lançamento de uma versão ainda mais refinada e com carroceria ampliada, além da reformulação estética do modelo atual. Abaixo dele virá o Freelander, que será reestilizado e ganhará opções com carroceria alongada, para até sete ocupantes, e uma segunda variante de porte reduzido, com espaço para 4 passageiros.

Avaliação: Land Rover se supera com o novo jipão Vogue

Por fim, a publicação ainda cita o lançamento do novo Defender em versões picape, 4 portas e duas variações do modelo 2 portas, todos derivados do conceito DC100, apresentado nos últimos Salões internacionais. A marca também planeja uma leve reformulação do modelo atual, com o formato clássico, que deve continuar em produção fora do Reino Unido após a estreia da nova geração.

O investimento, bancado pela indiana Tata Motors, que detém os direitos da LR e Jaguar, ainda inclui a ampliação das fábricas em Solihul e Halewood, ambas na Inglaterra, e o aumento de participação nos mercados da China e Índia, que vão ganhar mais pontos de vendas. Conforme informado, as primeiras novidades do pacote devem começar a aparecer a partir de 2013.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!