O que deveria ser um passo importante para garantir o 6º lugar entre as marcas mais vendidas no Brasil virou um sério problema para a Hyundai, a montadora mais agressiva hoje presente no país. A empresa foi surpreendida com o anúncio do aumento do IPI para carros importados justamente quando acabava de lançar no mercado dois novos e modernos modelos, o sedã Elantra, e o cupê de três portas Veloster.

Se este último surpreendeu pela alta procura mesmo sendo um carro de nicho - esportivo não são tão vendidos quanto levam a crer -, o Elantra prometia incomodar a dupla Corolla e Civic, os dois japoneses que dominam o segmento há anos. Mas o aumento quase certo no preço deve tirar parte da vantagem do automóvel coreano que, entre outras virtudes, consegue ser potente e econômico a ponto de rivalizar com híbridos nos EUA.

Mesmo assim, a Hyundai manteve o lançamento dos dois para a semana passada e ambos já estão à venda nas concessionárias da rede. O Veloster começou a ser entregue no dia 18 e o Elantra, no dia 20. Segundo a assessoria da empresa, não há ainda um posicionamento a respeito do aumento do IPI. Por ora, continuam valendo os preços divulgados no mês de agosto.

Ricardo Meier

Publisher do AUTOO, é o criador do site e tem interesse especial pelo sobe e desce do mercado, analisando os números de vendas de automóveis todos os meses

Ricardo Meier | http://www.jcceditorial.com.br/