Cotado para o Brasil, Nissan Magnite tem versão de produção revelada

Pequeno SUV com plataforma de Kwid deve chegar ano que vem à Índia com novo motor 1.0 turbo e câmbio CVT
Nissan Magnite revelado na Índia

Nissan Magnite revelado na Índia | Imagem: Divulgação

Com informações divulgadas aos poucos, a Nissan foi revelando o Magnite. O novo SUV com menos de 4 m de comprimento da marca foi exibido em sua versão final de produção na Índia. O modelo terá as vendas iniciadas naquele mercado no começo de 2021, quando os preços e os detalhes técnicos devem ser informados.

Utilizando uma variante alongada da plataforma do Renault Kwid, o Nissan Magnite tem tal comprimento para se beneficiar de regimes fiscais mais brandos no mercado indiano. A arquitetura, chamada de CMF-A+, já é utilizada na Renault Triber, minivan de sete lugares também baseada na plataforma do Kwid. O Magnite vem crescendo em importância para o mercado brasileiro, pois pode substituir o March na linha de montagem nacional da marca em Resende (RJ).

Saiba mais: SUV pequeno deve substituir o Nissan March no Brasil

Visualmente, o Nissan Magnite chama a atenção principalmente pela dianteira, trazendo faróis bem afilados e luzes diurnas de LED em formato de L nas laterais do para-choque. A grade dianteira, com elementos hexagonais e faixas laterais mais largas, está um pouco fora da identidade visual da Nissan. Isso ocorre porque o SUV foi inicialmente pensado para ser um produto da Datsun, marca de baixo custo da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi para os mercados asiáticos, que foi fechada.

Nissan Magnite 2021
Nissan Magnite 2021
Imagem: Divulgação

Nas laterais, chamam a atenção os para-lamas alargados, o teto em cor contrastante com rack e os apliques plásticos nas caixas de roda para reforçar a impressão de robustez. A traseira tem soluções mais convencionais, com lanternas horizontalizadas invadindo a tampa do porta-malas, que também abriga o letreiro de grandes proporções com o nome do carro.

A cabine disfarça bem as humildes origens de Renault Kwid. O painel tem uma faixa central com textura diferenciada e as saídas de ar em nada lembram o hatch. O modelo das fotos provavelmente é de uma configuração topo de linha, pois é possível ver equipamentos como painel de instrumentos digital, ar-condicionado automático e tela da central multimídia em posição destacada. O Nissan Magnite deverá disponibilizar ainda assistente de partida em rampa, câmeras com visão 360 graus e piloto automático.

Nissan Magnite 2021
Nissan Magnite 2021
Imagem: Divulgação

A marca não forneceu todos os detalhes técnicos ainda, mas afirmou que o novo Nissan Magnite terá 205 mm de altura em relação ao solo. Mecanicamente, foi anunciado o uso de um propulsor 1.0 de três cilindros da mesma família do Kwid, porém turbinado e gerando 95 cv. Uma transmissão automática de relações continuamente variáveis (CVT) será disponibilizada para este propulsor. A versão aspirada do motor, com cerca de 70 cv, deve chegar depois com um câmbio manual de cinco marchas.

Nissan Magnite 2021
Nissan Magnite 2021
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!