Novo Audi A8 inaugura a era dos carros autônomos

Sedã referência da marca alemã sairá de fábrica com todo o sistema de condução autônoma preparado
Audi A8 2018

Audi A8 2018 | Imagem: Divulgação

A Audi conduz uma apresentação muito importante nesta terça-feira (11) não só para a empresa em si como também para o mercado automotivo global. A fabricante alemã introduz hoje a quarta geração do A8, seu sedã topo de linha que traz como uma de suas principais novidades a conjunto completamente preparado para condução autônoma de nível 3. Com isso, o sedã grande passa a ser um dos primeiros modelos com esse estágio da tecnologia a ganhar as ruas. 

Isso significa que o carro será capaz de executar deslocamentos de forma autônoma, porém pode exigir que o motorista assuma o controle do automóvel a qualquer momento quando solicitado. A tecnologia de condução de nível 3, contudo, ainda não é aceita na Alemanha, porém a Audi espera que a regulamentação saia em 2018. Com isso, os clientes que optarem pelo A8 com o pacote de condução autônoma, que será oferecido como opcional, levarão o carro para casa com todo o conjunto necessário para o funcionamento do sistema, porém ele só será ativado assim que a legislação alemã der sinal verde para o uso da tecnologia.

Por meio do sistema Audi AI Traffic Jam Pilot, o Audi A8 2018 será capaz de controlar sozinho a aceleração, frenagem e o sistema de direção de forma automática em velocidades de até 60 km/h porém somente em ruas ou avenidas que tenham alguma forma de separação física entre os dois sentidos da via, algo que deverá ser pedido pela lei alemã para o uso inicial de sistemas de condução autônoma. O sistema atua em conjunto com o GPS e monitora as vias onde o Traffic Jam Pilot pode ser usado, sendo que, quando o carro sai de uma área autorizada o motorista é imediatamente acionado por uma série de alertas visuais e sonoros a assumir o controle do veículo. Vale destacar que cada país também deverá uma legislação própria sobre o assunto dos automóveis com condução autônoma.

O sistema de condução autônoma da nova geração do Audi A8 também terá algumas funções agregadas interessantes como o Audi AI Remote Parking Pilot e o Audi AI Remote Garage Pilot, os quais colocam ou retiram o carro de uma vaga de estacionamento de forma remota, sendo que o motorista pode até mesmo aguardar o procedimento ser concluído fora do carro e monitorar a baliza diretamente na tela do smartphone acessando o sistema de câmeras 360º presente na quarta geração do sedã.

Outro ponto interessante da nova geração do Audi A8 é que seu painel e o console central abandonam qualquer tipo de botão. Todo o controle das diversas funções do carro será feita por meio de uma tela de 10,1” presente no console do carro. A Audi também declara que seu sistema de comandos por voz foi consideravelmente ampliado, podendo até travar uma conversa de forma natural com o condutor do veículo, dispensando o uso de comandos programados.

Ainda na cabine, o sedã de 5,17 m de comprimento promete entregar ainda mais espaço interno do que a geração atual do A8, com direito a refinamentos como as saídas de ar com controle elétrico para a abertura e fechamento. O assento traseiro direito contará com quatro modos de ajustes, sendo que o ocupante do banco em questão poderá até mesmo receber massagem e aquecimento para os pés. Também serão ofertados recursos como luzes de leitura de LED, massagem para os bancos traseiros, controle remoto para as diversas funções do carro e a possibilidade de realizar chamadas telefônicas privadas.

Na suspensão, a Audi preparou uma série de refinamentos para o novo A8. As quatro rodas contam com sistema de esterçamento, sendo que as rodas dianteiras podem variar a velocidade das respostas de acordo com a velocidade, enquanto as traseiras movimentadas ligeiramente em sentido a favor ou contrário ao das rodas dianteiras também dependendo da faixa de velocidade do carro. A combinação, segundo a Audi, confere respostas mais diretas ao conjunto de direção, uma dirigibilidade mais esportiva e aprimora a estabilidade do carro. A partir da quarta geração, todas as versões do Audi A8 contarão com o sistema de tração integral, sendo que o eixo traseiro é beneficiado com a adoção de um diferencial esportivo.

Com sistema de amortecimento a ar, a suspensão do novo Audi A8 oferece várias possibilidades de ajustes, combinando desde a máxima suavidade esperada de um sedã do porte e proposta do A8 até um acerto buscando a máxima esportividade. Atuadores elétricos são capazes de realizar esses ajustes de forma independente para cada uma das rodas, o que mostra o nível de sofisticação do conjunto mecânico do sedã, que introduz o sistema elétrico de 48V nos carros da marca.

O modelo chegará às lojas na Alemanha até o fim deste ano com duas opções de motores: a 3.0 TDI a diesel de 286 cv e a 3.0 TFSI a gasolina de 340 cv, ambas com bloco V6 e turbo. Logo após a Audi já anunciou a chegada das versões 4.0 V8, também a diesel e a gasolina, com 435 e 460 cv, respectivamente. A opção topo de linha será a poderosa 6.0 W12, porém a potência não foi revelada.

Uma série de medidas foram adotadas para reduzir o consumo do A8 com qualquer um dos cinco motores disponíveis, com destaque para o sistema BAS (belt alternator starter), que é um dos diferenciais do conjunto elétrico de 48V e transforma praticamente todas as versões em veículos do tipo mild hybrid. Ele também permite que todas as versões do A8 executem a função coast, que desliga o motor em uma rodovia quando ele não está sendo solicitado e o modelo trafega em velocidade constante. O sedã também conta com o start-stop e um sistema de recuperação de energia que permite acumular até 12 kW.

Futuramente o A8 L (versão com entre-eixos alongado em 13 cm) terá uma variante híbrida plug-in baseada na versão 3.0 TFSI. O modelo entregará potência combinada de 449 cv e 71,3 kgfm de torque, além de capacidade para rodar até 50 km somente no modo elétrico. Uma peculiaridade interessante será a possibilidade de utilizar o Audi Wireless Charging para carregar as baterias do modelo sem qualquer cabo ou conexão fisica, utilizando apenas o sistema de indução.

O AUTOO entrou em contato com a Audi mas ainda não obteve uma previsão de chegada da nova geração do A8 ao Brasil. 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!