As vendas do CR-V já foram bem melhores nos Estados Unidos em comparação com o quadro atual. Em seus melhores momentos, o crossover da Honda chegou a figurar entre os 10 carros mais vendidos do país. Hoje está apenas no Top 20. O público norte-americano “pega no pé” do modelo, segundo apontou a edição local da revista Car and Driver, pelo fato de seu visual estar defasado e por conta de seu alto consumo, que raramente passa dos 10 km/l de gasolina.

A Honda já sentiu o “baque” e corre contra o tempo para atualizar o CR-V, que nos últimos meses vem perdendo espaço para o Toyota RAV nos EUA. Prova disso é o modelo disfarçado flagrado pelo Autoblog.com, que já é testado pelo país. Pela imagem é possível notar mudanças nas lanternas e o desenho da moldura dos vidros laterais, com um detalhe mais pontiagudo na parte traseira. A parte frontal também carregava um pesado disfarce, o que sugere mudanças mais pronunciadas.

Diferente do CR-V à venda no Brasil, que usa o motor 2.0, a versão disponível nos EUA usa o motor 2.4 VTEC. Segundo aponta a mídia do país, esse propulsor contará com novos recursos para diminuir o consumo, mas ao mesmo tempo com mais potência. O início da produção da nova série começa no segundo semestre de 2011 nas plantas da Honda em Ohio e Ontario.

E o Brasil, como fica?

O CR-V disponível no Brasil vem importado do México, fábrica que ainda deve demorar para receber o upgrade do modelo norte-americano. Além disso, por aqui o modelo ainda é considerado atual pelo preço que é oferecido e por seus atributos. O mais provável, é que as mudanças sejam aplicadas em meados de 2012. A Honda ainda não comenta o assunto.

Thiago Vinholes

|