Pensando em comprar um SUV compacto? Então espere o começo de 2020

Várias marcas preparam lançamentos importantes na categoria no início do ano que vem
Acima o Chevrolet Tracker Redline lançado em maio deste ano na China

Acima o Chevrolet Tracker Redline lançado em maio deste ano na China | Imagem: Divulgação

O sucesso dos SUVs é algo perene e diversas marcas procuram reforçar suas gamas com modelos cada vez mais interessantes, preenchendo diferentes espaços em termos de preço e tamanho.

Se você está considerando adquirir um utilitário esportivo compacto, é interessante ter um pouquinho mais de paciência. A principal razão para isso ocorre tendo em vista os promissores lançamentos que diversas marcas preparam para o primeiro semestre de 2020.

Um ótimo exemplo será a segunda geração do Chevrolet Tracker. Em especial depois de constatarmos o posicionamento extremamente agressivo com que a GM trabalhou o custo-benefício de sua dupla Onix e Onix Plus, podemos esperar que a fabricante repita o feito também no caso do novo Tracker.

Segundo informações de bastidores, a próxima geração do modelo começará a ser fabricada em São Caetano do Sul (SP) logo na virada do ano, e deve chegar às concessionárias por volta de março ou abril de 2020. Ele deverá seguir o mesmo esquema de versões dos novos Onix e Onix Plus e ter a disposição tanto o motor 1.0 turbo presente no hatch e no sedan recém-lançados, bem como um eficiente propulsor 1.2 turbo nas opções mais caras.

Como notamos no Tracker chinês, o SUV compacto deverá crescer em relação ao modelo atual, adotando também traços mais robustos para a carroceria. Uma crítica para o Tracker atual fica por conta da cabine um pouco acanhada e o porta-malas não muito grande, questões que devem ser sanadas pelo sucessor. Seguindo a escolha cada vez maior do público, em especial da categoria de SUVs, o novo Tracker deverá oferecer apenas o câmbio automático em conjunto com os dois motores.

Mais ou menos na mesma época em que o novo Chevrolet Tracker estrear no mercado, a Renault também promete agitar o segmento com o Duster amplamente revisto. O SUV compacto deverá estrear um pacote de melhorias bem semelhante ao que ocorreu com o Sandero e o Logan neste ano. Com isso, podemos esperar que figurem no Duster 2021 nacional as mesmas melhorias estéticas incorporadas pelo Duster europeu, portanto uma novos para-choques, capô, grade dianteira, lanternas, tampa do porta-malas, entre outros aprimoramentos. O interior também seguirá a mesma lógica, trazendo formas semelhantes ao que já notamos no Duster vendido na Europa, com um aspecto bem melhor do ponto de vista da escolha de materiais, ergonomia e design. 

Até por força da legislação, o novo Duster 2021 deverá contar com os controles de tração e estabilidade em todas as versões, bom como a Renault deverá trazer para o modelo os 4 airbags de série, como fez no Sandero e Logan atualizados.

Sob o capô, inicialmente, o Duster 2021 seguirá com o motor 1.6 16V trabalhando em conjunto com os câmbios manual de 5 marchas ou automático CVT. Para o fim de 2020, está prevista a chegada de um conjunto muito interessante ao modelo, no caso o motor 1.3 turbo desenvolvido em conjunto com a Daimler (o mesmo que figura no Mercedes-Benz Classe A atual) para as opções topo de linha. O Duster 1.3 turbo deverá oferecer a opção de tração integral bem como câmbio de dupla embreagem, o que promete um níveis de eficiência e segurança ativa superiores ao SUV.

Por fim, já sabemos que a Volkswagen vai lançar no decorrer do 2º trimestre de 2020 (o mês de maio concentra todas as apostas) um de seus modelos mais aguardados recentemente. Estamos falando do crossover oriundo do conceito New Urban Coupé, resultado de um amplo investimento da VW em sua fábrica de São Bernardo do Campo (SP). A novidade poderá adotar o nome T-Sport. 

O grande diferencial do modelo paulista vai residir no design, trazendo para um segmento bem mais acessível a carroceria “SUV-cupê”, estilo de muito sucesso entre as marcas premium e encontrado em modelos como o BMW X6, Mercedes-Benz GLC Coupé, entre tantos outros.

O futuro modelo da Volkswagen produzido no ABC Paulista também vai estrear um novo sistema de infoentretenimento (central multimídia) da marca, o qual foi totalmente desenvolvido no Brasil, assim como o New Urban Coupé. Aliás, a receita do inédito crossover agradou tanto aos alemães que o modelo inclusive será produzido na Europa.  

Uma grande incógnita com relação ao VW diz respeito ao seu posicionamento de mercado. A tendência mais forte é que o seu valor seja inferior ou próximo ao do T-Cross, sendo que o inédito SUV-cupê deverá oferecer sob o capô as opções de motores 1.6 16V e 1.0 TSI. A conferir em uma época mais próxima ao lançamento.

Como você acompanhou acima, não vão faltar boas opções de novidades para o segmento dos SUVs logo nos primeiros meses de 2020. Pela proximidade das estreias, em conjunto com as informações preliminares dos excelentes conjuntos que esses modelos deverão oferecer, sua paciência na hora de escolher um SUV poderá ser muito bem recompensada em 2020!

Projeção de Kleber Silva acerca do futuro Volkswagen T-Sport
Projeção de Kleber Silva acerca do futuro Volkswagen T-Sport
Imagem: Kleber Silva

Assine a newsletter semanal do AUTOO!