Por dentro do novo Ford EcoSport

Ao contrário do seu antecessor, crossover esbanja conforto e tecnologia a bordo. AUTOO antecipa como ele chegará ao mercado

Novo Ford EcoSport | Imagem: Fabiano Mazzeo

A Ford apresentou a nova geração do EcoSport na Bahia com direito a uma mega festa e não é para menos. O carro, que inaugurou o segmento dos crossovers compactos, é um puro exemplo de sucesso no setor automotivo brasileiro.

Seja pelo seu design quadrado, inspirado no Explorer, seja pela posição elevada de dirigir, o fato é que desde que foi lançado em 2003, o modelo agradou a maioria das pessoas e foi o "SUV" mais vendido do país por alguns anos. Mas será que a nova geração dará conta dos novos concorrentes que estão prestes a chegar no Brasil, como o Chevrolet Enjoy e o JAC SII?

Leia também: Chevrolet Enjoy, rival do EcoSport, aparece na internet

AUTOO esteve no lançamento do modelo e conta quais foram as primeiras impressões sobre o design interior e exterior do novo crossover.

Interior baseado no New Fiesta

Ao entrar no EcoSport você pode ter uma sensação de “déjà vu”. Explicamos: a Ford até tentou convencer que o interior do modelo foi desenvolvido do zero, mas o fato é que a maior parte das peças é compartilhada com o New Fiesta.

Quer exemplos? Volante, painel de instrumentos, comandos do ar-condicionado e do rádio e até os bancos. Entretanto, o ambiente teve algumas peças repensadas, como as saídas de ar do sistema de ventilação, os painéis das portas e as entradas USB e de cartão de memória do sistema SYNC, localizado à frente da manopla do câmbio.

No geral, o ambiente agrada. A sensação de ter tudo sob controle é reforçada pelo console central que avança em direção ao motorista e passageiro da frente. No topo do painel central foi instalada uma tela de LCD que transmite informações sobre o áudio.

Interior do novo Ford EcoSport
Jair Oliveira

Interior do novo Ford EcoSport

Veja mais: Peugeot apresenta seu anti-EcoSport

O acabamento parece ter recebido atenção redobrada, pelo menos nos encaixes das peças, já que os plásticos utilizados são muito ásperos e aparentemente frágeis para um modelo que provavelmente custará mais de R$ 50 mil.
Por fim, vale destacar que o carro conta com itens interessantes, como keyless – sistema que dispensa a chave para abrir as portas ou dar a partida no motor – computador de bordo com Econometer (o famoso “econômetro” que ajuda o motorista a poupar alguns litros de combustível), duas tomadas de 12V, além de diversos porta-objetos, incluindo o frigobar, que saiu da parte superior do painel para ficar alojado dentro do porta-luvas.
 
Alterações mínimas no exterior

Bonito e de porte musculoso, o novo EcoSport passa a sensação de ser maior do que realmente é. A marca acertou na dianteira e na traseira, criando um conjunto óptico harmônico e agressivo.

Na lateral, o compartilhamento de peças entre ele e o New Fiesta é nítido e está presente nas portas, nas maçanetas e nos retrovisores, por exemplo. A linha de cintura é ascendente e na parte inferior das portas existe um borrachão preto – aplique utilizado para reforçar sua imagem off-road.

Leia mais: Ford apresenta o EcoSport de produção e revela seu interior

Do conceito apresentado em janeiro de 2012, as únicas alterações notáveis estão nos faróis que perderam as luzes de LEDs, o resto permaneceu inalterado. Isso inclui o estepe preso na traseira, o desenho da grade dianteira – com acabamento cromado – e das rodas, além das lanternas que, na peça da direita, esconde uma maçaneta para abrir a tampa do porta-malas.


O coração do "Titanium"

A versão apresentada pela Ford era a topo de linha, a Titanium, e estava equipado com um motor Duratec de 2.0 litros e 16V acoplado a uma transmissão manual de cinco velocidades. De acordo com a marca, a potência desse propulsor é de 143 cv – só não especificou se com etanol ou gasolina – mas se nossas contas estiverem certas, esse é o mesmo “coração” que bate na atual geração do crossover.

Ainda segundo a fabricante, o novo EcoSport terá a sua disposição câmbio automático e tração 4WD, itens já oferecidos no modelo atual. A montadora só se negou a falar sobre sua versão de entrada, mas é quase certo que ela será equipada com o motor Sigma 1.6 do New Fiesta.

Veja mais: Fiat 500X será o novo crossover da Fiat

Conclusão

Com desenho atraente e agressivo e interior moderno e com tecnologias interessantes, o novo Ford EcoSport fica muito à frente dos atuais modelos disponíveis no mercado, mas terá pela primeira vez concorrentes à sua altura como o Chevrolet Enjoy e a versão de produção do conceito Urban Crossover, da Peugeot.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!