Nova geração do Nissan Sentra segue nos planos para o Brasil

Com participação discreta no segmento, sedã médio está com a importação suspensa no momento
Acima o Nissan Sentra que será comercializado na América Latina

Acima o Nissan Sentra que será comercializado na América Latina | Imagem: Divulgação

Sem qualquer alarde, a Nissan deixou de oferecer o sedã médio Sentra no Brasil e retirou o modelo de seu site comercial nesta semana.

Procurada pelo AUTOO, a fabricante explicou que a medida não afeta, entretanto, os planos para que nova geração do produto chegue ao país. “O modelo segue nos planos da empresa, que ainda avalia fatores de adequação ao mercado e, por isso, não tem prazo para seu lançamento”, detalhou a Nissan em nota. Ainda segundo a fabricante, “a renovação do portfólio de sedãs faz parte da estratégia da Nissan no Brasil e está seguindo o ciclo natural de vida de cada produto”. 

Vale destacar que a nova geração do Sentra já é comercializada na Argentina. Importado do México, o sedã desembarca por lá com o mesmo motor 2.0 16V que oferecia até então por aqui. No país vizinho, o novo Sentra conta com as opções dos câmbios manual de 6 marchas ou automático CVT. 

Alcançando sua oitava geração, o Sentra evoluiu consideravelmente. Além do visual arrojado, o sedã traz melhorias estruturais como a suspensão independente nas quatro rodas com disposição multibraço no eixo traseiro. No quesito tecnologia, o sedã médio recebeu assistentes de condução avançados, entre eles o alerta de colisão com frenagem autônoma de emergência, piloto automático adaptativo, monitoramento de pontos cegos, entre outros. 

Apesar do conjunto competente, o Nissan Sentra contava com uma participação discreta na categoria. Em 2020, o modelo foi o 8º produto mais vendido no segmento, totalizando 951 emplacamentos. Apenas como comparação, no mesmo ano o Toyota Corolla registrou 41.083 unidades ganhando as ruas do país. 

Teto contrastante será um dos opcionais para o novo Sentra
Teto contrastante: uma das novidades para a oitava geração do Sentra
Imagem: Divulgação