Renault prepara o adeus do Fluence em nossa região

Produção do sedã deve encerrar até o fim deste ano na Argentina
Renault Fluence 2018

Renault Fluence 2018 | Imagem: Divulgação

Segundo informações do jornal argentino Ámbito Financeiro, o Renault Fluence deve ser descontinuado em breve. A previsão é que o sedã deixe de ser fabricado em Santa Isabel nos próximos dois meses, antecipa o jornalista Horacio Alonso em sua coluna A rodar. 

Em paralelo, a Renault já começa a validar a produção da picape média Alaskan com as primeiras unidades pré-série saindo da unidade de Córdoba. Vale a pena destacar que é nessa fábrica onde a Nissan Frontier já é produzida e, em breve, também ganhará a companhia da Mercedes-Benz Classe X. O projeto das três picapes bem como a unidade fabril fazem parte de um acordo entre a aliança Renault-Nissan e a Daimler para poupar custos e aproveitar a expertise das fabricantes no desenvolvimento das picapes.

O Renaut Fluence foi um modelo com baixa aceitação no Brasil e, como você pode conferir em nosso levantamento histórico, de 2011 até o mês passado apenas 61.990 unidades do sedã foram empladacas. No mesmo período, apenas como comparação, o Toyota Corolla registra 462.964 unidades vendidas no Brasil.

De olho na migração dos clientes ao redor do mundo para os SUVs, a Renault prepara um foco maior em modelos dessa categoria. No segmento de médio porte, a marca deverá oferecer como alternativa ao sedã o Arkana, um “SUV-cupê” que deverá apostar no estilo arrojado para trazer mais clientes para a marca.

Segundo notícias da mídia especializada local, não está nos planos da Renault trabalhar em um sedã médio específico para a região.

Atualmente o Renault Fluence é comercializado no Brasil em duas versões, a Dynamique CVT Plus (R$ 99.350) e a Privilège (R$ 108.300), ambas com motor 2.0 16V e transmissão automática com relações continuamente variáveis.  

Assine a newsletter semanal do AUTOO!