Picapes em alta no Brasil: as novidades que estão a caminho

Marcas preparam investidas inclusive no desenvolvimento de novas categorias por aqui
Ford F-150: rival da Ram 1500 estreia no Brasil em 2023

Ford F-150: rival da Ram 1500 estreia no Brasil em 2023 | Imagem: Divulgação

Enquanto sedãs e hatches parecem abrir cada vez mais espaço para o avanço na participação de mercado dos SUVs, vale a pena ficarmos atentos em um segmento que está ganhando uma relevância crescente no Brasil e deverá se tornar ainda mais robusto com um bom pacote de novidades que está sendo preparado para os próximos anos. 

Estamos falando das picapes em seus mais diversos tipos de categorias. Vale lembrar que a Fiat Strada é, atualmente, o veículo mais vendido no Brasil, somando 29.580 emplacamentos no primeiro quadrimestre. 

Se os SUVs atropelaram outros tipos de automóveis, como station wagons e minivans, talvez as picapes, por conta de sua silhueta original, possam flertar com um público bem mais específico, que está de olho na versatilidade ímpar para o transporte de objetos que só uma caçamba é capaz de oferecer. 

Afinal, convenhamos que levar uma bicicleta para um passeio no fim de semana, por exemplo, é muito mais fácil a bordo de uma picape do que em qualquer outro tipo de veículo. 

Crescimento na procura

Muito amparado pelo sucesso comercial de modelos como a própria Strada e a Fiat Toro, as vendas de comerciais leves avançaram 24% de 2020 para 2021, sinalizando que o público brasileiro está, de fato, cada vez mais de olho nas picapes. 

Para o futuro de curto a médio prazo, diferentes marcas preparam investidas muito interessantes na categoria, inclusive desenvolvendo subsegmentos hoje pouco explorados no mercado. 

A Ford, por exemplo, confirmou recentemente que dará início à importação oficial da F-150 ao Brasil a partir do ano que vem, trazendo, finalmente, uma rival para a Ram 1500 por aqui. 

A iniciativa da Ford talvez poderá ser a movimentação que faltava para que a Chevrolet invista na importação da Silverado ao país, replicando no Brasil a boa disputa entre as picapes full-size que encontramos nos EUA. 

Apesar do preço mais elevado desses modelos, gravitando na faixa dos R$ 500 mil dependendo da configuração, a família Ram (da 1500 até a 3500) deixou claro que existe demanda por veículos do tipo no Brasil, em especial nas áreas irrigadas pela pujança do agronegócio. 

Por falar na norte-americana Ram, um projeto bem interessante da Stellantis reside no desenvolvimento e posterior fabricação local de uma picape média da marca com estrutura monobloco, uma concepção muito mais sofisticada em relação ao que encontramos hoje em modelos como Toyota Hilux e Chevrolet S10, ambas com a tradicional concepção de carroceria sobre chassi. 

Projeção de Kleber Silva para a futura picape média monobloco da Ram
Sugestão de Kleber Silva para a futura picape média monobloco da Ram
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Se a Volkswagen, ao que tudo indica, não terá entre suas prioridades uma rival para a Fiat Toro e demais picapes compactas-médias, ao menos a Chevrolet sinaliza que vai entrar na categoria com um produto muito competitivo, no caso a nova geração da Montana. 

Baseada na mesma plataforma GEM dos irmãos Tracker, Onix e Onix Plus, a nova Montana será produzida em São Caetano do Sul (SP) ao lado do SUV compacto e deverá apostar em soluções que enfatizam a versatilidade, algo que, como já citamos, é o ponto que figura como maior atributo de venda em uma picape.

Outro ponto que a Chevrolet deverá cuidar com esmero é o espaço interno e o nível de tecnologia entregue pela nova Montana, algo importante para cativar consumidores de outros segmentos. 

Já em fase final de desenvolvimento, a Montana está confirmada para chegar ao mercado em 2023, provavelmente logo no início do ano. 

Por fim, vale citar a introdução de dois produtos importantes recentemente no mercado, no caso a Ford Maverick, que trouxe como apelo a esportividade de seu motor 2.0 turbo entre as picapes intermediárias, além do competente reposicionamento que a Renault promoveu com a estreia da gama Oroch 2023.

Como são modelos que permitem a cobrança de preços e proporcionam rentabilidade superiores, a exemplo do que ocorre entre os SUVs, não é por acaso que as fabricantes vão investir cada vez mais nas picapes, quem sabe até conquistando consumidores que nunca antes imaginaram estacionar uma delas na garagem.

Tags