Além de versão esportiva, Fiat Fastback vai inaugurar tecnologia da Stellantis no Brasil

Ao menos dois futuros catálogos da novidade merecem atenção especial
Projeção de Kleber Silva para o Fastback Abarth: versão está nos planos para o SUV

Projeção de Kleber Silva para o Fastback Abarth: versão está nos planos para o SUV | Imagem: Kleber Silva/KDesign AG

Uma das estreias mais aguardadas para este ano, o Fiat Fastback chegará ao mercado no último trimestre de 2022 trazendo uma proposta singular entre os SUVs nacionais. 

Mas não é só pelas formas arrojadas da carroceria que o modelo merece nossa atenção. Para a Stellantis como um todo, caberá ao SUV introduzir uma novidade importante em termos de tecnologia aqui no Brasil.   

Segundo apurou o colunista Fernando Calmon, o Fiat Fastback deverá ser o primeiro híbrido flex da Stellantis com produção local, a ser realizada em Betim (MG). 

Até o momento somente a Toyota fabrica no país o Corolla e o Corolla Cross com este tipo de tecnologia. 

A Stellantis, por sua vez, tem um compromisso de ampliar a eletrificação do seu portfólio no Brasil, prometendo contar com pelo menos 20% dos seus veículos oferecidos aqui com algum tipo de assistência elétrica na propulsão até 2030. O percentual engloba todas as marcas de automóveis da empresa atuantes no Brasil, no caso a Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën e Ram. 

Provavelmente, caso a apuração se confirme, a Stellantis deverá capitalizar a apresentação do Fiat Fastback híbrido flex e realizará a estreia da novidade em uma etapa posterior em relação ao lançamento do SUV, deixando para introduzir a futura opção eletrificada, quem sabe, em 2023.  

Esportivo 

Outro ponto importante envolvendo o Fiat Fastback será o seu papel em desenvolver a marca Abarth no Brasil. 

Ao lado do Pulse, a Stellantis também deverá trazer para o mercado uma opção esportiva topo de linha para o Fastback com a chancela da Abarth, segundo também apurações de Fernando Calmon. 

Provavelmente, assim como no caso do Pulse Abarth, a Fiat deverá escalar o motor 1.3 GSE para figurar sob o capô do Fastback Abarth, quem sabe até executando alguns aprimoramentos para que o SUV cupê possa contar com mais do que os 185 cv e 27,5 kgfm que o 1.3 turbo com injeção direta entrega em outros produtos da Stellantis fabricados no país. 

Certamente o Fastback Abarth contará com revisões nos sistemas de freio, suspensão e direção para reforçar o caráter esportivo da marca. 

Considerando a silhueta naturalmente mais dinâmica de um SUV cupê, um modelo como o Fastback com a grife Abarth é uma ideia até natural e será muito bem-vinda no portfólio da novidade. 

Assim como o Fastback híbrido, provavelmente a configuração Abarth deverá seguir um calendário próprio de lançamento, até para a Fiat conseguir movimentar o mercado com a iniciativa. Vamos acompanhar de perto todas as movimentações da marca! 

Projeção de Kleber Silva para o Fastback Abarth: versão está nos planos para o SUV
Projeção de Kleber Silva para o Fastback Abarth: versão está nos planos para o SUV
Imagem: Kleber Silva/KDesign AG