Sucessora da Renault Duster Oroch estreia por volta de 2025

Modelo está previsto para ser produzido na Argentina; saiba mais detalhes
Renault Oroch 2017

Renault Oroch 2017 | Imagem: Divulgação

Depois da GM retomar seu projeto para a sucessora da Montana aqui no Brasil, outra notícia importante, agora vinda da Argentina, nos permite obter mais detalhes sobre uma futura picape para concorrer com a novidade da Chevrolet. Estamos falando da evolução da Renault Duster Oroch, modelo que inaugurou a categoria das picapes compactas-médias por aqui.

Em entrevista para a agência Télam, Pablo Sibilla, presidente da Renault Argentina, apresentou algumas informações sobre o que a subsidiária da marca francesa espera implementar no médio prazo.

Segundo o executivo, a estratégia da Renault passa por “converter a fábrica de Santa Isabel em uma unidade produtiva de veículos utilitários”. Hoje a Renault produz na planta em questão o Logan, Sandero, Stepway, Kangoo e a picape média Alaskan, além da Frontier para a aliada Nissan.

De acordo com Sibilla, a expectativa da empresa é substituir os três carros de passeio por uma nova plataforma, que será introduzida na fábrica argentina entre 2024 e 2025. O plano ainda depende de um sinal verde da matriz francesa. 

Se olharmos para o planejamento da Aliança Renault-Nissan para o Brasil, que contempla a fabricação de 7 automóveis de passeio (entre eles SUVs) nas plantas brasileiras exclusivamente sobre a plataforma CMF-B, tudo leva a crer que a eventual sucessora (ou nova geração) da Duster Oroch deverá ser direcionada para a fábrica argentina de Santa Isabel, reforçando, com isso, a nova orientação para que sejam produzidos ali apenas veículos comerciais.

É fato que, apesar da primazia de ter estreado a categoria no Brasil, a Renault Duster Oroch não alcançou a mesma aceitação do ponto de vista comercial da Fiat Toro. A representante da Renault conta com soluções elogiáveis, como a suspensão independente nas quatro rodas com disposição multibraço para o conjunto posterior, contudo fica devendo opções 4x4, por exemplo. Hoje em dia, a Duster Oroch também deixa a desejar no quesito eficiência mecânica, sobretudo em seu catálogo topo de linha com motor 2.0 16V e um defasado câmbio automático de 4 marchas.

O segmento de picapes compactas-médias também vai se desenvolver muito nos próximos anos. É provável que a Ford importe do México a Maverick, modelo amplamente baseado no Bronco Sport, além da própria introdução da Chevrolet no segmento com a sucessora da Montana também produzida no Grande ABC paulista. A Volkswagen, por sua vez, deverá retomar o projeto da Tarok, prevista para ser produzida na Argentina ao lado do SUV médio Taos, com o qual vai compartilhar diversos elementos técnicos e mecânicos.

Com isso, é mais do que necessário que a Renault trabalhe em uma evolução profunda para a Duster Oroch, mantendo sua representante em pé de igualdade com as futuras concorrentes. O uso do motor 1.3 TCe (turbo com injeção direta), que até a estreia da nova picape deverá ser nacionalizado, certamente é um forte candidato para figurar no modelo. Vamos acompanhar todos os passos de perto!

Renault Oroch 2017
Renault Oroch 2017
Imagem: Divulgação