SUV da Great Wall cotado para o Brasil pode até enfrentar o Toyota RAV4

Haval H6 terá versão híbrida capaz de superar 18 km/l
Haval H6 HEV

Haval H6 HEV | Imagem: Divulgação

O fato envolve o mercado australiano, porém serve para nos aprofundarmos na estratégias da Great Wall para os diversos mercados onde atua.

Vale lembrar que a fabricante chinesa conta com planos sólidos para o Brasil, inclusive com a aquisição da fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis (SP).

A notícia da vez diz respeito à confirmação por parte da Great Wall da comercialização do Haval H6 Hybrid na Austrália a partir de 2022.

Com isso, o caráter global do SUV dentro do portfólio da Great Wall vai se consolidando cada vez mais, não por acaso ele é um forte candidato a ser um dos primeiros modelos da companhia a ganhar as ruas brasileiras.

Com 4,65 m de comprimento, 1,88 m de largura e 2,73 m de entre-eixos, o Haval H6 se destaca pelo porte, o qual sugere amplo espaço interno e bom espaço para bagagens.

No caso de sua versão híbrida, o conjunto mecânico é um ponto forte do SUV.

Mecânica eficiente

O modelo combina o propulsor 1.5 turbo com um motor elétrico integrado ao câmbio de dupla embreagem para entregar uma potência combinada de 243 cv e notáveis 54 kgfm de torque.

Segundo dados oficiais, o consumo combinado fica na casa de 18,8 km/l, número elogiável considerando a proposta do SUV.

Na Austrália, o Haval H6 Hybrid terá como um dos concorrentes o Toyota RAV4, SUV com ótima aceitação por lá.

Apesar da menor potência (222 cv), o SUV médio japonês tem como principal vantagem a presença do sistema de tração integral, enquanto o H6 Hybrid oferece somente as rodas dianteiras motrizes.

A grande aposta da Great Wall, como é tradicional entre as chinesas, será apostar no custo-benefício mais competitivo do H6 Hybrid frente a rivais como o Toyota RAV4, oferecendo um robusto leque de equipamentos de série por um preço inferior quando comparado aos rivais.

Ao menos na Austrália, o Haval H6 Hybrid chegará importado da China. A Great Wall, inclusive, já conta com uma fábrica na Tailândia que até então pertencia à GM.

É possível que, aqui no Brasil, a Great Wall inicie a comercialização de seus veículos importando unidades da China antes de iniciar as operações da fábrica de Iracemápolis.

De qualquer forma, os SUVs da marca Haval nos dão uma boa ideia dos planos da Great Wall e o que podemos esperar da marca por aqui. Sem dúvida um incremento interessante na concorrência.